Esta cidade efémera e surreal nasce no final de agosto, desaparece no início de setembro e, enquanto existe, recebe muitos artistas e pessoas que participam no extravagante festival “Burning Man”.

A origem

O Burning Man Festival realizou-se pela primeira vez no Deserto de Black Rock em 1991, mas o evento que lhe deu origem aconteceu cinco anos antes, em Baker Beach, São Francisco, quando dois amigos — Jerry James e Larry Harvey — juntaram um pequeno grupo de pessoas e queimaram um enorme boneco de madeira para comemorar o solstício de verão. O evento foi um sucesso e acabou por ser repetido nos anos seguintes, atraindo cada vez mais gente, até que as autoridades de São Francisco o proibiram, levando os co-fundadores do “Burning Man” a procurar outro local para a “queima”.

Foi escolhido o Deserto de Black Rock, no estado do Nevada, porque reunia todas as condições para um evento deste tipo: a área era grande e distante da cidade; a música e os festejos não perturbavam ninguém e a liberdade era maior.

Burning Man
Architecture of two persons turning their backs to one another at Burning Man. Original public domain image from Wikimedia Commons créditos: Rawpixel

A construção

A Black Rock City é inteiramente construída no meio do deserto por cerca de 70.000 voluntários e tem como ponto central a chamada “Golden Spike”, de onde partem “linhas” que depois criam o famoso semi-círculo e determinam as “ruas” da cidade. 

Tudo é planeado, pesquisado e montado em sete dias, de forma rápida e sustentável para depois receber os milhares de visitantes que participam no evento.

Burning Man
créditos: CC Kyle Harmon - https://www.flickr.com/photos/25568569@N04

O conceito e os princípios 

O Burning Man é um evento que celebra a arte, a auto-expressão, a criatividade, a autoconfiança e a vida em comunidade. Na Black Rock City todos são bem-vindos. 

Há música, exposições, teatro, pequenas instalações artísticas, aulas de ioga e muito mais. 

O tema muda todos os anos, mas os 10 princípios escritos em 2004 por Larry Harvey, um dos co-fundadores do Burning Man, mantêm-se:

  • Inclusão radical
  • Presentear 
  • Desmercantilização
  • Auto-suficiência radical
  • Auto-expressão radical
  • Esforço comunitário
  • Responsabilidade cívica
  • Não deixar rasto
  • Participação
  • Imediatismo

Estes princípios não pretendem ditar como as pessoas devem ser ou agir, mas refletir a cultura da comunidade “Burning Man”, uma cultura que permite a participação de todos, que entende que o valor de um presente é incondicional; que pretende criar ambientes sociais livres de publicidade e patrocínios comerciais; que incentiva os indivíduos a descobrir os seus dons e a ser auto-suficientes, sem esquecer e valorizar a cooperação criativa e a colaboração entre a comunidade; a ter responsabilidade civil e ambiental, não deixando rastos físicos nos sítios por onde passam e a participar ativamente da sociedade para a melhorar, aproveitando sempre o momento e a experiência.

Burning Man
créditos: CC Jennifer Morrow - https://www.flickr.com/people/45972156@N04

As críticas

O conceito e os princípios do Burning Man podem ser excelentes, mas com a popularidade que este mega festival atingiu nos últimos anos, alguns desses princípios parecem ter caído por terra, com famosos e influencers a chegar de jato particular, bilhetes de entrada a custar quase 500 dólares por pessoa, e zonas inteiras da cidade a serem fechadas para criar pequenos “bairros de luxo” com caravanas topo de gama, onde os VIP’s que partilham centenas de fotografias nas suas redes sociais ficam hospedados.

Como ir até Black Rock City

O aeroporto mais próximo é o de Reno, Nevada, mas a organização oferece um Express Bus (Burner Express Bus) para Black Rock City, tanto a partir do aeroporto de Reno como a partir do Civic Center em São Francisco. Os bilhetes de Reno para Black Rock City podem ser adquiridos a partir de 83 dólares e os de São Francisco a partir de 123 dólares.  

Os autocarros saem de ambos os locais a partir do sábado anterior à data do evento e as viagens de regresso começam na sexta-feira, já durante o evento. O serviço de Black Rock City para San Francisco funciona até segunda-feira após o evento, e o serviço para Reno até terça-feira após o evento.

Quem chega de autocarro tem a opção de acampar no HOVerlandia.

Se preferir alugar um automóvel no aeroporto e fazer o caminho até Black Rock City por conta própria, siga as seguintes  coordenadas de GPS: 40°45’13.83″N, 119°16’37.20″W.

Este ano, o festival realiza-se de 27 de agosto a 4 de setembro.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.