Então impõe-se a pergunta: o que distingue Saint-Étienne das outras metrópoles? Ou melhor, onde reside o especial apelo desta cidade? Respondemos: no passado industrial que marca a paisagem urbana e na atitude empreendedora e dinâmica dos seus habitantes, que estão a converter Saint-Étienne num polo criativo. As sugestões de visita que apresentamos de seguida vão ao encontro desta ideia.

Um pouco de História

Saint-Étienne é atravessado pelo rio Furan. O rio foi tão importante para o povoamento da zona que as primeiras referências ao lugar incluem o nome desse curso de água: Saint-Étienne de Furan. Esse nome foi mudado temporariamente durante a Revolução Francesa para Armeville ou Comune des Armes, devido às suas fábricas de armamento. No século XX, na sequência da fusão com a cidade de Saint-Victor-sur-Loire, o lugar mudou de nome para Saint-Étienne-sur-Loire.

1 - Cité du Design

Rue Javelin Pagnon, n.º 3

Saint-Étienne é membro da Rede de Cidades Criativas da UNESCO. A Cité du Design, localizada no sítio de uma antiga fábrica de armamento, é um elemento chave do projeto mais abrangente que pretende converter a antiga zona industrial num Centro de Design. O complexo tem várias estruturas icónicas, como a Platine: um quadrilátero que ocupa uma área total de 7400m2. Também merece destaque o Tour d’Observation, a partir do qual podemos apreciar uma vista de 360 graus sobre cidade.

2 - Puits Couriot - Parc-Musée de la Mine

Boulevard Maréchal Franchet D’ Esperey, n.º 3

Neste lugar encontramos o último grande testemunho da mineração de carvão na bacia de Saint-Etienne. A mina laborou até 1973. Hoje, acolhe um museu excepcional. Grandes espaços foram preservados, como o Grand Lavabo e a Sala dos Compressores, onde ainda se consegue sentir toda a agitação dos trabalhadores que fizeram a história deste lugar. O museu oferece, simultaneamente, grandes áreas de exibição, bem como um tour pela galeria subterrânea.

3 - Musée des Verts

Rue Paul et Pierre Guichard, n.º 14

Este é um dos locais mais visitados da cidade. Instalado no Stade Geoffroy-Guichard, o Musée des Verts foi o primeiro museu em França dedicado ao futebol. Com uma superfície de 800 m2, apresenta objetos únicos, fotos e vídeos que contam a história da ASSE (Association Sportive de Saint-Étienne), um clube razoavelmente popular em França e uma potência desportiva durante as décadas de 1960 e 1970.

4 - Musée d’Art et d’Industrie

Place Louis Comte, n.º 2

Lugar onde o passado se liga com o presente. O Museu, com origens no século XIX, inclui grandes exposições temporárias e workshops para além das coleções permanentes. O espólio permanente reflete os símbolos industriais de Saint-Étienne: as bicicletas (Coleção Bicicletas), armas (Coleção Armas) e fitas Coleão Rubans).

5 - Chocolaterie Weiss

Rue Général Foy, n.º 8

Em plena zona comercial, esta rua (e a área envolvente) é um excelente pretexto para dar uma caminhada pela cidade. A Boutique Weiss é um sítio de paragem obrigatória. A história da Weiss data de 1882 e ilustra a ligação da cidade com a Alta Chocolataria.

Para quem está com mais tempo, a área metropolitana tem muitos outros lugares que merecem uma visita, como o complexo arquitectónico do Le Courbousier em Firminy, ou o bonito Château de Bouthéon em Andrézieux-Bouthéon.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.