Durante a primavera, os parques da cidade enchem-se de vida e cor! O Parque El Retiro, a Casa de Campo e Madrid Río são os mais conhecidos, mas praticamente todos os bairros madrilenos contam com uma zona verde onde podemos parar para respirar ar puro.

Em Madrid, há sempre um recanto verde para descansar, passear ou praticar desporto. É só escolher o nosso favorito.

O Parque de El Retiro é o pulmão verde da cidade e um dos lugares preferidos por turistas e madrilenos. Com os seus 125 hectares e as suas mais de 15.000 árvores, o parque oferece várias atividades associadas à cultura, ao ócio e ao desporto. Entre os seus elementos arquitetónicos e históricos mais importantes encontram-se o Lago Grande, onde é possível alugar barcos a remo, o Palácio de Velázquez e o Palácio de Cristal, ambos utilizados atualmente como salas de exposição. O Retiro alberga também uma série de esculturas e fontes de grande beleza.

Parque de El Retiro
créditos: Travellight e H. Borges

Apesar de ser menos conhecido pelos turistas, a Casa de Campo é o maior parque de Madrid. É um espaço que combina zonas de lazer e prática de desporto com um jardim zoológico, um parque de diversões, um lago e um teleférico.

Já a grande artéria verde batizada como Madrid Rio, localizada nas margens do Manzanares, é perfeita para famílias.

As crianças podem divertir-se nos 17 parques infantis que se encontram ao longo do Salón de Pinos, todos eles com baloiços fabricados com materiais sustentáveis e naturais e adaptados às diferentes idades, ou a família inteira pode passar o dia na Praia Urbana de Madrid Río.

Parques em Madrid
créditos: Travellight e H. Borges

A oferta cultural do parque também é grande e são frequentes as exposições, festivais musicais e peças de teatro realizadas no Matadero Madrid. Quem gosta de fazer compras também não é esquecido: só tem de dirigir-se ao imponente Centro Comercial Plaza Río 2.

Em Espanha, como em Portugal, basta um raio de sol para as esplanadas ficarem cheias de gente e a chegada da primavera em Madrid significa uma coisa: a temporada da esplanada está oficialmente aberta!

E não há melhor maneira de comemorar do que tomando uma bebida ao ar livre com os amigos. Escolham um copo de rioja, um gin & tónica ou uma cerveja artesanal gelada e não percam as melhores esplanadas da Calle Argumosa, da Plaza de San Ildefonso ou de La Latina. Não se esqueçam também dos rooftops como o bar do The Principal Hotel, o Círculo de Bellas Artes ou The Hat que têm vistas incríveis e pores do sol memoráveis.

Época das esplanadas
créditos: The Principal Hotel Madrid

Estas são as melhores opções para desfrutar do ambiente alegre que reina nas ruas quando chega o bom tempo. É isto que faz da cidade de Madrid uma capital vibrante e enérgica!

Não é a multidão que faz a cidade mexer, mas sim a atitude do madrileno - é o gosto pela socialização e pela partilha com os amigos que torna esta cidade única.

A primavera ainda não é considerada época alta para o turismo, o que significa que viajando nesta altura podemos visitar com calma e sossego alguns dos museus mais emblemáticos da cidade, como o Reina Sofia ou o Prado, que comemora em 2019 seu 200º aniversário. Para os festejos do bicentenário, o Museu do Prado vai reunir a Companhia Nacional de Teatro Clássico, a Orquestra Nacional e a Companhia Nacional de Dança, para apresentar espetáculos especiais durante o primeiro semestre do ano.

Se lá forem não percam a pintura mais intrigante do museu: O Jardim das Delícias Terrenas, de Hieronymus Bosch. Saberão onde fica assim que virem uma pequena multidão de pessoas, juntas em redor de um quadro, esticando os pescoços para examinar todos os detalhes surreais desta obra de arte.

Madrid é também um centro gastronómico. A cidade tem atualmente um total de 23 estabelecimentos com estrelas Michelin, o que significa que há muitas opções — tanto caras como acessíveis — para um jantar verdadeiramente excecional.

Os amantes de tapas podem dirigir-se aos bairros de La Latina e Malasaña para saborear um bom queijo manchego e uma tortilla e aqueles que querem trazer um pouco de sabor espanhol para casa podem parar no Mercado de San Miguel.

É preciso reserva para comer em Botín, mas vale a pena. O restaurante é o mais antigo da cidade, e conta com membros da realeza e escritores famosos entre os seus clientes (o leitão assado em forno de lenha é a especialidade da casa).

Botín
créditos: Travellight e H. Borges

Madrid tem uma localização privilegiada, bem no centro da Península Ibérica e a partir daqui é fácil descobrir o resto do país. As estações de comboio e terminais de autocarros são os mais conectados de Espanha e a pouca distância de Madrid encontramos verdadeiras pérolas como Aranjuez, cujo Palácio Real está dentro da lista dos mais belos Palácios Reais de Espanha; San Lorenzo de El Escorial, que abriga um belo e enorme Mosteiro; Segóvia que tem como destaques o Aqueduto e a Catedral; e a cidade de Toledo, um lugar cheio de história e atrações extraordinárias como o Alcázar de Toledo, a Puente de Alcântara e San Martin, a Igreja de Santo Tomé, o Museo del Greco, a Catedral e a Mesquita do Cristo de la Luz.

Sigam as minhas aventuras mais recentes no Instagram e no Facebook 

Artigo originalmente publicado no blogue The Travellight World

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.