Aqui, como eles dizem, todos falam Espanhol, até os cães e gatos. Little Havana, é o lar da extensa comunidade latina de Miami.

Os cubanos começaram a emigrar para a Florida em 1950, mas o seu número aumentou exponencialmente em 1959, após a tomado de poder por Fidel Castro.

Em 1960, viviam tantos emigrantes cubanos nesta área que a zona começou a ser chamada de Little Havana. Apesar de hoje em dia o bairro ter mais nicaraguenses e hondurenhos, Little Havana continua a ser uma pequena amostra de Cuba.

A Calle Ocho (Rua 8), a rua principal do bairro, atrai-nos com as suas lojas de artesanato e lembranças e seus aromas a café e charutos.

Little Havana
créditos: The Travellight World

A festiva música cubana convida-nos a entrar no bar mais próximo e provar um mojito. Vendedores de rua apregoam a venda de cacahuetes (amendoins) e de sumo de cana do açúcar. Por todo lado vemos cor, lindos murais e graffiti. É um local onde facilmente fica-se com um sorriso nos lábios.

O Museu Cuba Ocho é um espaço de arte gratuito. Aqui encontramos obras de importantes artistas cubanos desde 1800 até à Revolução de Castro. Existem também algumas obras contemporâneas em exposição, mas são os antigos mestres que realmente fazem as pessoas vir aqui. É um espaço pequeno mas vale a pena dar uma espreitadela.

Little Havana
créditos: The Travellight World

Quem gosta de gelados não pode deixar de parar na gelataria Azucar e experimentar os originais sabores de inspiração latina como plátano ou goiaba.

E para uma maior interacção com os locais, não deixem de parar uns momentos no parque Máximo Gomez, também conhecido como Domino Park.

Jogar dominó é um passatempo cubano comum, e a tradição está bem viva por aqui onde vemos muitas pessoas (principalmente idosos) a jogar enquanto conversam animadamente e fumam seus charutos. Quem sabe jogar é bem-vindo às mesas, mas tens de ser muito bom no jogo para conseguir ganhar a estes veteranos.

Little Havana
créditos: The Travellight World

Eu não fumo, e devo confessar que o cheiro do charuto até me incomoda um pouco, mas não resisti a entrar numa casa que os vendia porque ofereciam aos visitantes um café cubano forte (quem não gosta de coisas grátis certo?) e sempre aproveitei para fotografar o lugar.

Little Havana tem também o seu próprio Passeio da Fama, uma calçada que homenageia latinos famosos como Roberto Carlos, Gloria Estefan e Celia Cruz.

Quando começa a cair a noite, um pouco por todo lado começam espectáculos de música ao vivo, tanto nas ruas, como dentro dos restaurantes e alguns sítios têm também espectáculos de dança.

Eu gostei do Ball and Chain. Um restaurante/bar com música ao vivo e um palco em forma de abacaxi que serve petiscos e cocktails a preços razoáveis.

Little Havana é um lugar agradável para passar um par de horas, a ouvir música, a dançar, a experimentar novos sabores ou simplesmente a relaxar com um cocktail colorido na mão. Um lugar a não perder em Miami!

Sigam as minhas aventuras mais recentes no Instagram e no Facebook

Artigo originalmente publicado no blogue The Travellight World

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.