A Alaska Highway, estrada com mais de 2 mil quilómetros que liga os Estados Unidos da América ao Alasca (através do Canadá), existe um local de paragem obrigatória.

Mais propriamente na cidade de Watson Lake, está localizada uma floresta peculiar: a Sign Post Forest.

A tradição começou há 78 anos atrás, em 1942, quando o soldado americano Carl K. Lindley esteve na região a recuperar de uma lesão, e teve a ordem de reparar algumas placas de sinalização. Ao cumprir o trabalho, o soldado decidiu acrescentar uma placa com o nome e a distância de Danville, a sua cidade natal. Com o tempo, outros viajantes começaram a fazer o mesmo, e em 1990 já se contavam cerca de 10 mil placas de diferentes regiões no local.

Atualmente existem mais de 77 mil placas na floresta. A Sign Post Forest é um local que nos leva a imaginar a quantidade de pessoas que por ali já passaram e de quão longe vêm.

Numa das florestas mais invulgares do mundo, existem placas que sinalizam uma grande variedade de cidades, e a criatividade é algo que não falta. A verdade é que o conceito de indicar apenas a distância de uma região acabou por se expandir; Hoje em dia, encontram-se placas de diferentes tamanhos e cores, com ou sem desenhos, algumas originais, outras criadas com aquele destino em mente.

A região de Watson Lake convida todos os visitantes a trazer uma placa consigo, ou para os mais esquecidos, dá a possibilidade de criar a sua própria no Centro de Informação.

Que tal ser o próximo a colocar a sua cidade na Sign Post Forest?

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.