Devido à sua localização entre a Eslováquia, a Áustria e a Hungria e do seu longo relacionamento com Praga, Bratislava teve sempre um papel importante na história. Até 1993, fez parte da Checoslováquia e por isso é que hoje é considerada a capital mais jovem da Europa.

Passei as minhas primeiras horas em Bratislava a andar sem destino, sentindo a cidade e a sua atmosfera. Não tenho um grande sentido de orientação, mas consegui não me perder, o que foi um ótimo sinal.

Bratislava
Pelas ruas de Bratislava créditos: Travellight e H. Borges

Descobri que a capital da Eslováquia ocupa os dois lados do Rio Danúbio e tem belos monumentos, mas também eventos culturais, uma excelente gastronomia e uma vida noturna divertida.

O centro histórico é a atração principal da cidade. Quase todos os monumentos importantes, melhores restaurantes e lojas encontram-se aqui.

A arquitetura chama a atenção pelos diferentes estilos, que vão do neoclássico ao barroco. Há ruas encantadoras, pequenos mercados de artesanato e igrejas que merecem uma visita.

Bratislava
créditos: Travellight e H. Borges

Logo na entrada da cidade velha encontramos a Ponte e o Portão de São Miguel, o único sobrevivente dos 4 portões que na Idade Média existiram em Bratislava. A ponte também é conhecida como a ponte do amor por causa dos cadeados que casais apaixonados ali colocam para simbolizar o seu amor.

Algumas atrações da cidade são divertidas. É o caso da estátua de “Cumil” que significa “o observador”, em eslovaco.

Há duas explicações possíveis para o seu nome. A primeira diz que a estátua pretende homenagear o trabalhador que tira um momento para descansar e observar o movimento na rua, já a outra diz que a estátua é apenas uma piada que mostra um trabalhador das obras a espreitar debaixo das saias das mulheres. Fica na na junção das ruas Laurinská e Panská e é a estátua mais fotografada de Bratislava.

Estátua O Observador
O Observador créditos: Travellight e H. Borges

Há atrações deliciosas como o Kaffee Mayer (Café Mayer), conhecido pela sua sacher tart (famoso bolo de chocolate). É o café mais antigo de Bratislava e data de 1873.

A Praça Hviezdoslavovo é uma das mais bonitas praças da cidade. Abriga o Teatro Nacional da Eslováquia e o ​​Carlton Hotel, um hotel lendário que já hospedou personalidades como Thomas Edison, Alfred Nobel, Elton John, Rihanna e muitos mais.

É também da Praça Hviezdoslavovo que parte a Be Free Tours, um tour gratuito de Bratislava que é perfeito para quem tem pouco tempo para conhecer a cidade.

Gosto muito de arte urbana e adorei ver bons exemplos deste tipo de arte na capital eslovaca.

Arte urbana
Arte urbana créditos: Travellight e H. Borges

O Castelo de Bratislava é outra paragem obrigatória. Foi originalmente construído no século X e sobreviveu muitos anos sem danos até que em 1811 foi incendiado e acabou em ruínas. Na década de 1950 começaram obras de reconstrução que só terminaram em 2014. Quem visita o castelo agora encontra um monumento praticamente novo.

Castelo de Bratislava
Castelo de Bratislava créditos: Travellight e H. Borges

As melhores vistas da cidade são alcançadas a partir de Slavín - um monumento memorial e cemitério militar situado no topo de uma colina. É dedicado aos soldados do exército soviético que morreram durante a Segunda Guerra Mundial para libertar a cidade dos nazis.

Um pouco longe do centro fica a Igreja Azul. É uma igreja que parece saída de um livro infantil. É de gosto questionável mas, definitivamente, merece uma visita pela sua originalidade.

Igreja Azul
Igreja Azul créditos: Travellight e H. Borges

Toda esta exploração dá fome e Bratislava também não dececiona neste item. Para além de uma passagem pelos restaurantes que servem especialidades eslovacas, nenhuma visita a esta capital fica completa sem experimentar halušky pelo menos uma vez. Este prato nacional consiste, tipicamente, numa massa feita de batata e servida com bacon e cebola - embora os eslovacos tenham um milhão de receitas diferentes para este prato (existe até uma versão doce).

Halušky
HaluÅ¡ky créditos: Travellight e H. Borges

Eu gostei de Bratislava, fui muito feliz por lá, e isto é tudo o que se pode pedir de um novo destino, não é?

Sigam as minhas aventuras mais recentes no Instagram e no Facebook 

Artigo originalmente publicado no blogue The Travellight World

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.