“Lembro-me de ver um avião e pensar: Oh meu Deus, isto é espetacular, as pessoas conseguirem voar, devem sentir-se realmente especiais’”, disse Eva Claire Marseille, de 32 anos, em declarações ao South China Morning Post.

Marseille apaixonou-se por aviões no dia em que o seu padrasto a levou ao Aeroporto de Schiphol, em Amesterdão. No entanto, e até porque ela nunca se deu particularmente bem com engenharia e matemática, Eva Claire deixou o seu sonho em ‘banho-maria’.

Durante toda a sua vida, os seus amigos e familiares perceberam o amor que Marseille sentia pela aviação, incentivando-a a perseguir o seu verdadeiro sonho.

 

“Meus amigos e minha mãe apoiaram-me sempre. ‘Porque é que não fazes um curso de aviação?’, incentivou a mãe”. E ela assim fez. Marseille continua a apostar na formação, estando a frequentar um curso de pilotagem para longas distâncias. O seu avião de eleição é o Boeing 747.

Eva conquistou um número significativo de seguidores no Instagram, com quase cem mil pessoas a acompanhar as suas aventuras.

Na sua conta, assim como no site, Marseille partilha, com frequência, os segredos do seu sucesso em viagens, explicando como se prepara para voar, a superação do jet lag e como consegue manter um equilíbrio saudável entre vida profissional e pessoal.

“Por mais que tente, acaba por não existir um equilíbrio perfeito. Gosto de viajar e mudar-me de um lugar para o outro, então viver em Hong Kong não foi difícil. Já vivi em grandes cidades como Roma e Barcelona, entusiasma-me aprender mais sobre um novo lugar”, disse a piloto.

Através do Instagram, fica claro que consegue ter tempo para fazer as coisas que mais gosta, tal como surfar, explorar novos lugares, fazer caminhadas e jantar em novos restaurantes.

*artigo alterado às 22h15 para corrigir (de 22 para 32) a idade da piloto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.