A verdade é que muitos destes paraísos já estão tão saturados de turismo que nós já nem acreditamos que possam ainda ser chamados de paraísos. Mas não se preocupe, pois, por esta mesma razão, na nossa viagem pelo Sudeste Asiático fomos à procura de paraísos escondidos.

Começámos pela Tailândia mas, como já deve estar a imaginar, não demorámos muito até perceber que começámos pelo mais desafiante. A Tailândia já é um destino popular desde a década de 1960, sendo que, segundo a Autoridade de Turismo da Tailândia, em 2018 o país contou com a visita de mais de 38 milhões de turistas estrangeiros.

Portanto, como podem ver a Tailândia reina como destino turístico na Ásia. Mas mesmo assim ainda fomos a uma ilha, Koh Lanta, que, mesmo já turística, via-se que ainda estava numa fase inicial de turismo, com várias construções e ainda com muita cultura. A verdade é que nas outras ilhas tailandesas que conhecemos, Phi Phi e Phuket, ficámos com uma ideia de que, principalmente nas zonas mais turísticas, já era difícil encontrar vestígios da cultura e tradição original do país e, por vezes, até mesmo pessoas locais.

Tailândia
Tailândia créditos: TravelB4Settle

Com o tempo de visto grátis tão curto (um mês), a nossa aventura pela Tailândia foi apressada. Rapidamente seguimos para o próximo país, a Malásia, que prometia muito tempo para explorar, tendo em conta que o visto grátis para portugueses tem uma duração de três meses.

Não sabemos se foi a longa duração neste país ou se é um encanto natural, mas a verdade é que este país, que muitas vezes fica de fora da rota da maioria dos planos de férias dos portugueses, é uma verdadeira "caixinha de surpresas".

Exploramos este país desde a sua grande cidade tão desenvolvida, Kuala Lumpur, até às montanhas mais frias e cheias de plantações de chás e morangos. Mas claro, a passar por várias praias! Começámos por uma ilha perto da Tailândia que é um sítio muito popular especialmente entre os locais, a ilha de Langkawi.

Ilha de Langkawi
Ilha de Langkawi créditos: TravelB4Settle

Nós costumamos dizer que não há sítios que não gostamos, mas sim momentos, circunstâncias e experiências que fazem com que a nossa percepção do sítio seja menos boa.

A verdade é que, infelizmente, foi nos primeiros dias nesta ilha que o Miguel se começou a sentir mal e descobrimos que estava com dengue. Provavelmente, segundo os médicos, esta doença foi apanhada através de um mosquito contaminado ainda nas ilhas da Tailândia, mas só se manifestou passado uma semana já na Malásia. Estas coisas acontecem e, felizmente, este pesadelo cheio de sofrimento e preocupação durou uma semana e o Miguel ficou bem. Mas serviu-nos de lição para nos importarmos mais com precauções e também em ter um seguro de viagem adequado.

Esta experiência foi menos positiva, mas aguente por aí! Sabíamos certamente que iríamos descobrir sítios muito mais paradisíacos e imperdíveis que Langkawi na Malásia.

Após ouvir tantas recomendações de locais acerca das ilhas no Este da Malásia, decidimos dar uma oportunidade e o que encontrámos foi incrível. Encontrámos os paraísos com que sonhávamos!

Agora vamos partilhar consigo este mesmo sítio. As ilhas são de fácil acesso e, avisamos já, também é muito fácil não querer sair.

Perhentian
Ilhas Perhentian créditos: Unsplash - Nur Syafiqah

As ilhas que falamos chamam-se ilhas Perhentian e são duas ilhas na costa este da Malásia, não muito longe da fronteira com a Tailândia. Fomos com o plano de ficar três dias e, quase, sem nos apercebermos, acabámos por ficar três semanas. Sim, leu bem, três semanas! Normalmente descrevemos estas ilhas como a ideia que a pessoa tem das Maldivas mas com 10 vezes menos pessoas e 10 vezes mais barato. As águas são igualmente límpidas, turquesa e a areia branca. A oferta de resorts e bungalows de luxo é menor também devido à quantidade ainda pequena de turismo.

Perhentian
Perhentian créditos: TravelB4Settle

Podíamos falar-lhe durante horas sobre este lugar mas hoje só quisemos mostrar-lhe que os paraísos no Sudeste Asiático ainda existem e que a Malásia é um país que vale a sua visita. Em relação às ilhas Perhentian, nós recomendamos vivamente uma visita e, caso vá em frente com esta ideia maravilhosa, recomendamos a leitura do nosso Guia completo para as ilhas Perhentian, com muitas dicas práticas e conselhos para preparar a sua viagem.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.