O vídeo de 51 segundos, publicado no twitter, começa por mostrar 5 a 6 jipes a posicionarem-se para observar uma grande coluna de gnus. Aos 19 segundos, todavia, o cenário muda drasticamente, quando dezenas de jipes entram na imagem, vindos da direita, numa aparente perseguição da manada de animais selvagens, que se põe imediatamente em fuga.

O vídeo, não datado, foi divulgado no twitter e terá sido filmado na cratera de Ngorongoro, a maior caldeira vulcânica intacta do mundo e considerada uma das principais atrações naturais da Tanzânia. A cratera já foi chamada de "Arca de Noé" de África Oriental, por servir de habitat a uma grande diversidade de espécies animais.

Em março, foi notícia que o governo da Tanzânia ponderava expulsar os pastores massais que vivem na reserva natural, alegando os efeitos do crescimento da população e dos rebanhos na fauna local.

Apesar do que é visível no vídeo, as visitas guiadas ao parque natural de Ngorongoro não decorrem todas desta forma. Em fevereiro, os viajantes do Projeto Prá Frente descreviam assim a sua excursão para observação de vida selvagem:

"A cratera de Ngorongoro foi o terceiro e último destino da nossa experiência de safari na Tanzânia, que durou 4 dias. Tornou-se um sítio inesquecível para nós, com paisagens das melhores que já vimos nas nossas vidas e inúmeros episódios de vida selvagem, dignos de televisão."

Podem ler, e ver, o resto do seu relato aqui.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.