O passageiro, Yogvedant Poddar, estava à espera do voo da Jet Airways, do Aeroporto Netaji Subhas Chandra Bose em Kolkata para Mumbai, quando decidiu tapar a cara, tirar uma selfie e fazer uma piada "terrorista". A legenda supostamente dizia: "Terrorista em fuga, eu destruo os corações das mulheres", segundo relatou a Newsweek. De acordo com o Times of India, outro passageiro sentado perto de Poddar viu a foto e reportou à tripulação.

O avião, que se preparava para descolar, voltou atrás. Quando chegou ao portão, Poddar foi detido por “atividade maliciosa a bordo” e por linguagem “que foi inferida como uma ameaça à segurança”, segundo relatou a Newsweek.

"Depois de se sentar no seu lugar, cobriu o rosto com um lenço e começou a enviar mensagens", disse um funcionário de segurança do Times of India. A Fox News informou que Poddar estava a usar o Snapchat. Um agente da polícia também disse ao Hindustan Times que Poddar não queria mostrar o telemóvel quando a tripulação pediu, o que só contribuiu para a situação se tornasse mais suspeita.

Poddar, que estava a viajar com os amigos, explicou aos autoridades que estava apenas a fazer uma piada inocente. No entanto, fazer uma piada terrorista num avião não é a melhor das opções, atualmente. A bagagem de Poddar acabou por ser examinada quando ele foi levado pela polícia, mas nada de suspeito foi encontrado. Segundo o Times of India, Poddar foi entregue à polícia local.

De acordo com a Newsweek, a “brincadeira” de Poddar acabou por fazer com que o voo, com 160 passageiros, atrasasse uma hora e dez minutos. Siva Murgan, vice-comissário da Polícia de Bidhannagar, disse à Newsweek que uma "investigação está em andamento" sobre o incidente.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.