O próximo solstício chega nesta manhã de sábado, dependendo do seu fuso horário, e será seguido por um eclipse solar parcial e e em forma de "anel de fogo". Neste tipo de eclipse a lua bloqueia grande parte do sol, mas não totalmente, fazendo com que a estrela pareça brilhar como um anel de fogo. Deverão ser utilizados óculos adequados para evitar problemas oculares.

Os observadores poderão ver um "anel de fogo" durante, no máximo, cerca de um minuto. O que torna este eclipse solar de "anel de fogo" tão especial é que o sol ficará 99% bloqueado, tornando-se quase um eclipse solar total. O eclipse poderá ser visto desde a África central até o sul do Pacífico, sendo o norte da Índia, provavelmente, o melhor lugar para ver o fenómeno do anel de fogo.

O resto do mundo poderá assistir ao eclipse através de transmissões em direto, como por exemplo, através do Observatório Slooh, que dará uma festa virtual no domingo, 21 de junho, a partir das 6h (horário de Lisboa).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.