Contactada pela agência Lusa, fonte da DGPC indicou que, à semelhança da reabertura dos museus, monumentos e palácios tutelados, verificada em 18 de maio do ano passado, no quadro do estado de emergência vigente, também agora "será atribuído aos diretores dos equipamentos culturais a possibilidade de definir os horários de abertura e de encerramento ao público".

O plano de desconfinamento progressivo, anunciado a 11 de março pelo Governo permite, a partir de 05 de abril, no setor da cultura, a reabertura de museus, monumentos, palácios, galerias de arte e espaços similares.

A maioria dos 25 museus, monumentos e palácios tutelados pela DGPC têm o seu dia de descanso dos funcionários às segundas-feiras, embora alguns o façam à terça ou à quarta-feira, pelo que a reabertura será feita "a partir de 05 de abril", indica.

Ainda segundo a direção-geral, o horário de funcionamento destes equipamentos culturais será definido pelas respetivas direções, "de acordo com as especificidades referidas de cada museu, monumento e palácio, e considerando os recursos humanos disponíveis caso a caso", em contexto de pandemia.

"Esta medida manter-se-á em vigor até ao próximo dia 03 de maio, data prevista para a conclusão do plano de desconfinamento", acrescenta a DGPC.

Acresce que, "enquanto vigorar em território nacional a obrigação de recolhimento a partir das 13:00, aos sábados e domingos, os museus, monumentos e palácios apenas funcionarão durante o período da manhã", com entradas gratuitas para todos os visitantes.

Quando terminar o confinamento, e estes equipamentos regressarem aos seus horários normais de funcionamento, as entradas passarão a ser pagas aos sábados, e gratuitas aos domingos e feriados, o dia inteiro, para residentes em território nacional.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.