A empresa por trás de personagens como Bob Esponja e Dora, a Exploradora anunciou que o parque na ilha de Palawan vai fazer parte de uma atração submarina de 400 hectares que dará aos fãs a oportunidade de "interagir com a marca e os personagens míticos que tanto amam".

A ilha de Palawan foi escolhida para abrigar a atração porque "é conhecida por ter algumas das praias mais bonitas do mundo atualmente", explicou, em comunicado enviado por e-mail à AFP, Ron Johnson, vice-presidente-executivo da Viacom International Media Networks, proprietária da Nickelodeon.

Veja algumas imagens de Palawan na galeria de fotos acima.

O comunicado com o anúncio oficial do projeto, divulgado na segunda-feira pela Viacom, prevê para 2020 a inauguração do resort, que terá restaurantes e salas de convívio seis metros sob do nível do mar.

Veja também: Os melhores parques de diversões do mundo

"A atração vai defender a proteção dos oceanos e a conservação dos recifes de coral", ressaltou o comunicado. Mas o grupo ambientalista Greenpeace alertou que o empreendimento destruirá o mundialmente conhecido ecossistema marinho do local.

"É triste e assustador porque um parque temático desse tamanho não vai promover proteção ambiental ao construir essas estruturas", disse à AFP Vince Cinches, do Greenpeace no sudeste asiático.

Corais e florestas

Ambientalistas chamam a ilha de Palawan de "a última fronteira" por causa da costa e das florestas preservadas, que estão entre as mais antigas e diversas do sudeste asiático.

Ilha de Palawan, Filipinas
créditos: Pixabay

Palawan abriga dois sítios inscritos na lista do patrimônio Mundial da Unesco: um rio subterrâneo e os recifes de coral Tubbataha.

O Parque Mundial dos Corais (Coral World Park, ou simplesmente CWP), parceiro da Viacom nas Filipinas, insiste em que o resort não causará danos ao meio ambiente.

"Estamos a tomar medidas muito cuidadosas para assegurar que a biodiversidade seja mantida intacta", afirmou à AFP o presidente do Parque Mundial dos Corais, Paul Monozca.

Veja também: Ilhas desertas para as quais vai querer fugir

Segundo o Parque Mundial dos Corais, o empreendimento fará parte de um programa de conservação de recifes, que incluirá um santuário marinho para espécies como golfinhos e peixes-boi.

O Conselho para o Desenvolvimento Sustentável de Palawan, uma entidade governamental, informou que o projeto ainda precisa de ser aprovado.

Veja também: Os melhores locais do mundo para fazer "snorkel"

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.