"Esta ilha sem nome está localizada 780 metros ao norte de Oodaaq, uma ilha perto do Cabo Morris Jesup, o ponto mais ao norte da Gronelândia e um dos mais ao norte do planeta", informou a universidade.

Oodaaq, cerca de 700 km ao sul do Polo Norte, era até agora considerada pela academia dinamarquesa como o ponto mais setentrional do mundo.

Esta nova ilhota sem nome tem cerca de 30 metros de comprimento por 60 de largura e eleva-se de três a quatro metros acima do nível do mar.

Os cientistas, que a princípio foram coletar amostras, pensaram que estavam na ilha de Oodaaq.

“Fomos informados de que havia um erro no GPS, que nos fazia acreditar que estávamos em Oodaaq. Na verdade, havíamos descoberto uma nova ilha mais ao norte, uma descoberta que torna um pouco maior o reino” da Dinamarca, explicou em nota o chefe da expedição, o geógrafo Morten Rasch.

No entanto, esta expansão territorial é bastante relativa, uma vez que o geógrafo considera que a ilha pertence seguramente à categoria das "ilhotas de vida curta". “Ninguém sabe quanto tempo vai durar. Em princípio, pode desaparecer assim que chegar uma forte tempestade”, explicou.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.