Bobby e Mary Jackson, um casal de sexagenários da Escócia, afirmam que embarcaram no navio para uma viagem de uma semana entre Singapura e Tailândia, em outubro. Mas ao chegarem ao seu quarto - acompanhados por um membro da equipa -  ficaram chocados ao descobrir que um homem e uma mulher estavam a fazer sexo no quarto que lhes tinha sido atribuído.

O funcionário terá saído para chamar os supervisores, enquanto o casal esperou numa cabine adjacente. Quando o casal voltou ao quarto, um pouco depois, o homem - que antes estava nu - estava lá e descobriram tratar-se de um membro da tripulação.

A Norwegian Cruise Line, no entanto, diz que a investigação interna - e câmaras de segurança - não "corroboram" as reivindicações do casal.

"A investigação completa realizada, incluindo a análise completa das gravações de segurança do corredor, onde a cabine estava localizada, não corrobora a alegação", afirmou um porta-voz da Norwegian Cruise Line.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.