Os 15 elefantes, incluindo três elefantes bebés, já percorreram mais de 500 quilómetros no sudoeste do país, depois de deixarem a reserva onde vivem em Xishuangbanna, região fronteiriça com Laos e Mianmar, no início do ano.

Os elefantes mantêm a China atenta, cuja televisão nacional, a CCTV, transmite ao vivo pela internet as ações da manada, 24 horas do dia.

A viagem dos elefantes. China acompanha com atenção longa caminhada de manada de elefantes
A viagem dos elefantes. China acompanha com atenção longa caminhada de manada de elefantes
Ver artigo

Um macho jovem de cerca de dez anos afastou-se da manada no início do mês e está cada vez mais longe, o que levou as fêmeas a decidirem caminhar mais devagar e a fazer uma pausa 90 quilómetros ao sul de Kunming, a capital da província de Yunnan, segundo a CCTV.

Os elefantes tentaram chamar o atrasado com fortes solavancos, disse o professor da Universidade de Yunnan, Chen Mingyong, ao site Caixin.

O elefante não acelerou o passo, nem se aproximou.

Os machos jovens costumam deixar a manada para viverem sozinhos quando alcançam a maturidade sexual.

A marcha dos elefantes é acompanhada constantemente por drones, e centenas de funcionários interferem para evacuar as populações no seu caminho.

Vários milhares de pessoas já tiveram que abandonar as suas casas por precaução.

Os animais parecem ter boa saúde e ninguém foi ferido quando se aventuraram nas cidades, atravessaram estradas e visitaram quintas e casas à procura de comida.

O dano à agricultura causado por esta marcha aproxima-se de um milhão de euros.

Os elefantes não voltarão para a reserva de onde partiram antes do inverno, estimaram especialistas citados pelo jornal Global Times.

Enquanto isso, "o melhor seria encontrar um habitat mais adequado para eles, longe da população, e atraí-los para lá", disse o biólogo da Universidade de Pequim, Zhang Li.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.