A área geográfica de produção da “Cereja do Fundão” estende-se pelo concelho do Fundão, pelas freguesias de Louriçal do Campo e Lardosa (concelho de Castelo Branco) e pelas freguesias de Ferro e Peraboa (concelho de Covilhã). No território da Beira Baixa, a beleza e o colorido das cerejeiras começam a saltar aos olhos já entre meados de abril. Não bastasse o início da primavera, que apresenta flores por todos os lados, a cereja surge com o seu brilho especial e marca a sua presença, até o fim de julho. Mas, a boa notícia é que, em alguns locais, é possível acompanhar de perto a colheita deste fruto.

Nas Casas de Alpedrinha, por exemplo, empreendimento localizado próximo à Serra da Gardunha, as cerejas ocupam lugar de destaque, numa área total de quatro hectares. É neste espaço que a magia acontece e os hóspedes das casas de campo podem, portanto, além de caminhar pelos cerejais e promover um belo piquenique em família, também colher até dois quilos de cerejas, vivenciando uma experiência única de turismo rural.

Casas de Alpedrinha

Quinta do Anjo da Guarda, S/N,

EN18, 6230-117 Alpedrinha - Fundão

Portugal

GPS: 40.1055 N; -7.4590 W

Tel 926 620 419 / 275 035 400

geral@casasdealpedrinha.com

De acordo com Luís Sá Pereira, Managing Partner das Casas de Alpedrinha, “a intenção é fazer com que as pessoas circulem e encontrem nas 100 árvores de cereja presentes na Quinta, motivos para celebrar a perfeição da Primavera e, ainda, proporcionar a estes hóspedes uma vivência diferente”. Deste modo, os visitantes sabem que poderão contar com uma programação especial proporcionada pelo empreendimento no mês de junho, época em que a safra das cerejas segue a todo vapor.

Outros tipos de cereja

Para os mais curiosos sobre o universo das cerejas, vale mencionar que, entre os tipos mais comuns, as seleções burlat e earlise estão entre as mais precoces da região da Beira, ou seja, são as primeiras a surgirem nos estabelecimentos comerciais para a venda ao grande público. Há a cereja da Cova da Beira, que é a já citada “Cereja do Fundão”, com Indicação Geográfica Protegida, e as variedades Stella, Sherry e Compact Lambert.

Casas de Alpedrinha
créditos: Casas de Alpedrinha

São várias as possibilidades que a cereja oferece e algumas delas resultam em pratos deliciosos, como o lombo com cereja e o peito de pato ao molho de cereja. As sobremesas não ficam para trás quando o tema é sabor e, entre elas, estão a geleia de cereja e o bolo de cereja. Outra iguaria produzida com a cereja é o licor. Por esta altura, nos comércios locais, a cereja é a estrela. Tanto restaurantes como pastelarias incluem o fruto em diversas receitas, apoiando, assim, o turismo sustentável.

Festa da Cereja

A Câmara do Fundão divulgou um comunicado, ao final do mês de abril, em que afirma que decidiu cancelar a Festa da Cereja, o Festival SangriaAgosto e restantes eventos que ia copromover até final de agosto devido à pandemia.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da Câmara do Fundão, Paulo Fernandes, esclareceu que a decisão se impunha frente à necessidade de prevenção que se manterá nos próximos meses. A ideia de que a eventual realização destes eventos seria muito condicionada e restritiva, especialmente nesta fase pandémica, também contribuiu para que as festividades fossem canceladas.

Desta maneira, os turistas acabam por optar por outras actividades apoiadas no turismo rural, como ocorre com a colheita da cereja. Hotéis e quintas da região continuam a divulgar as suas programações aos visitantes e moradores da Beira Interior.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.