O cinema é um dos maiores substratos da nossa imaginação e, sem dúvida, um dos maiores geradores de sonhos.

Quem já viu o filme de animação da Pixar  "Up - Altamente" de certeza se lembrará da cena em que o protagonista, o Sr. Fredericksen, faz com que a sua casa voe atada a centenas de balões.

Pois bem, voar atado a centenas de balões já não é algo que acontece apenas nos filmes, como provou recentemente Tom Morgan, um empresário britânico de 38 anos. Proprietário de uma empresa de aventura cujo objetivo é "tornar o mundo menos aborrecido", terá sido, certamente, seguindo esse lema, que embarcou numa das aventuras mais aterradoras e eufóricas que já viveu, segundo o próprio confessou.

Contando com a ajuda dos colegas da sua empresa, a The Adventurists, Tom Morgan conseguiu voar durante 25 quilómetros a cerca de 2500 metros de altitude, suspenso por 100 balões de hélio.

As condições atmosféricas tinham de ser perfeitas para que os balões não rebentassem e, por isso, depois de algumas tentativas falhadas no Botswana, esta aventura foi bem sucedida em Joanesburgo, na África do Sul.

A pressão era muita, até porque um padre brasileiro havia já tentado (e falhado) esta façanha em 2008, perdendo-se para sempre no Oceano Atlântico.

Felizmente, este britânico conseguiu provar-nos que a vida às vezes também pode ter um pouco da magia dos filmes e que, talvez no futuro (quem sabe?) poderemos experienciar novas formas de viajar.

Para ver as fotografias desta aventura e ficar a par de mais algumas curiosidades clique na fotogaleria acima.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.