Os projetos integram-se nas “políticas culturais e desportivas e de desenvolvimento” do município e pretendem promover a “valorização do património natural”, criando condições de acesso ao interior da reserva natural do sapal de Castro Marim e Vila Real de Santo António, explicou o município em comunicado.

A Câmara adiantou que “as futuras vias cicláveis localizar-se-ão na Estrada Nacional (EN) 122 – Troço Castro Marim/Vila Real de Santo António e na EN 125–6, a via de acesso à freguesia de Altura e ao Itinerário Complementar (IC) 27”.

Estas estradas são as duas principais vias de acesso desde a vila de Castro Marim até ao litoral, com a primeira a terminar na sede do concelho vizinho de Vila Real de Santo António e a segunda a fazer a ligação com a freguesia de Altura, onde se localiza uma das principais zonas balneares do município.

“No primeiro troço, prevê-se uma intervenção de cerca de três quilómetros, que permitirá, além do acesso Vila Real de Santo António–Monte Gordo–Castro Marim, o acesso ao interior da Reserva do Sapal. Neste caso, a ideia é implantar uma ciclovia lateral à via, sobre uma da plataforma já existente na direção poente, criada pela empresa Águas do Algarve, aquando da implantação do Sistema Intercetor de Águas Residuais de Castro Marim”, precisou a autarquia.

A Câmara de Castro Marim acrescentou que o segundo troço, referente à EN 125-6, “deverá ter uma extensão de cerca de cinco quilómetros” e será realizado no âmbito de um “projeto de valorização da rodovia, nomeadamente no alargamento e repavimentação, na melhoria da drenagem e na inserção de uma rotunda onde agora existe um cruzamento que dá acesso às praias do concelho”, junto à urbanização de Praia Verde.

“Grande parte do nosso turismo é sénior, um tipo de público que aprecia a natureza, gosta de andar de bicicleta e de sair do conceito turístico de sol e praia, por isso temos de alargar a oferta, aproveitando outros recursos do concelho, como é o caso da Reserva Natural do Sapal”, afirmou o presidente da Câmara de Castro Marim, Francisco Amaral (PSD), citado no comunicado.

A “aposta turística mais diversificada” que o município pretende promover será mais tarde consubstanciada, anunciou ainda a autarquia, com “outros projetos que ligarão a vila de Castro Marim à Reserva Natural do Sapal, a Monte Francisco e à Junqueira”, localidades situadas já na parte serrana do concelho.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.