Ficar doente durante as férias é daquelas situações que ninguém deseja, nem pondera que possa acontecer. No entanto, a palavra chave para que não haja peripécias quando se está longe de casa, é prevenção. Se a última coisa com que um viajante se quer preocupar é com a doença, devem ser tomadas precauções básicas, de forma a minimizar os riscos de doença e ter uma viajem segura.

Tendo em conta que toda a gente deseja uma viagem segura, antes da partida, procure saber o contacto da embaixada ou consulado de Portugal no país de destino, bem como qual o hospital mais próximo da zona para onde viaja. Hoje em dia, um seguro de viajem é fundamental e acessível, procure em qualquer agência de viagem e escolha um com uma boa cobertura de saúde.

Dependendo para onde se viaja, principalmente se for para fora da Europa, está recomendado que marque uma Consulta do Viajante, com pelo menos 4-6 semanas de antecedência, de forma a ter tempo de tirar as suas dúvidas e de fazer as vacinas recomendadas, se for necessário.

Na Consulta de Medicina do Viajante, poderá obter informação sobre os riscos de saúde relacionados com as viagens e obter aconselhamento médico orientado para as atitudes e precauções a ter antes, durante e após a viagem. Faz-se também uma revisão do estado de vacinação do viajante com recomendação e prescrição das vacinações indicadas para a viagem. Pode obter ainda informação sobre risco e prevenção de doenças transmitidas pelo consumo de águas e alimentos contaminados, sobre outras doenças endémicas ou surtos e sua prevenção geral ou específica, consoante indicado. É importante perceber a recomendação e prescrição do estojo médico básico e aconselhamento específico a viajantes com características especiais (crianças, grávidas, idosos) ou com doença crónica.

O aconselhamento ao viajante, efetuado por médicos com competência na área, é determinado pelo destino e características específicas da viagem, assim como pelo perfil e estado de saúde do viajante, através de uma avaliação individualizada dos riscos associados ao viajante e à viagem.

Ao longo dos próximos artigos, vamos abordar algumas dicas e aspectos práticos de forma a minimizar a possibilidade de doença durante a viagem.

Pedro Pinho Caetano é médico pós-graduado em Medicina de Viagem e Aeronáutica

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.