Sabiam que a Blue Lagoon não é um fenómeno natural? Eu pensei que era até chegar lá. Afinal, a Islândia é conhecida pelas suas fontes termais naturais. Mas este não é o caso. Foi-me explicado que a terra ao redor da lagoa é natural, assim como a lava que a molda, mas a água quente vem realmente de uma central geotérmica ao lado.

Quando ouvimos esta explicação, o local não parece assim tão atraente mas se tivermos em mente que a água é filtrada antes de ir para a Blue Lagoon e que as águas quentes são ricas em minerais como a sílica - conhecida por ser excelente para tratamentos de pele - conseguimos deixar de lado as nossas reservas e usufruir ao máximo deste lugar espectacular.

Geralmente, as filas para entrar nesta atracção costumam ser muito grandes e se não reservarmos on-line arriscamos-nos a ficar à porta e não conseguir entrar.

O site oferece vários tipos de pacote mas eu optei pelo Luxury que incluía: Passe Visitor (entrada directa sem esperar na fila); entrada para a Blue Lagoon; entrada para o lounge exclusivo com lareira; zona de vestir privada; roupão de banho, toalha e chinelos; bebida de cortesia, frutas e chocolates; máscara de algas; conjunto de produtos Spa Journey e mesa reservada e uma bebida no LAVA Restaurant.

A melhor coisa deste pacote é o lounge exclusivo que tem uma entrada privada que conduz directamente à lagoa e que permite aceder a partir do interior sem ter de suportar as temperaturas negativas do lado de fora.

Eu vi várias pessoas, a correr como loucas, em fato de banho a partir dos vestiários públicos até à piscina para escapar ao frio.

De qualquer forma, uma vez dentro de água, a temperatura de 38 graus permite esquecer qualquer frio, aproveitar e relaxar.

Blue Lagoon
créditos: The Travellight World

Dicas para retirar o melhor desta experiência

1. A Lagoa Azul é um pouco longe de Reykjavik, a cerca de 45 minutos de distância, mas é muito mais perto de Keflavik onde fica o aeroporto internacional, por isso para economizar tempo e dinheiro podem optar por ir lá assim que chegam ou no dia do regresso, se tiverem um voo na parte da tarde.

2. Os minerais da água secam o cabelo por isso é boa ideia usar um amaciador e prender o cabelo antes de entrar na água. Também podem usar uma touca de natação para proteger melhor o cabelo.

3. A Lagoa Azul tem uma sauna, sala de vapor e uma variedade de tratamentos de spa, incluindo massagens e tratamentos de pele. Há também um bom restaurante e um bar aquático onde cocktails são servidos! Se decidirem passar lá um dia inteiro não há falta de coisas para fazer.

4. Se reservarem o pacote standard tragam a vossa própria toalha para não terem de gastar dinheiro a alugar uma.

5. É possível ficar hospedado na Blue Lagoon no hotel The Retreat.

Sigam as minhas aventuras mais recentes no Instagram e no Facebook

Artigo originalmente publicado no blogue The Travellight World

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.