Para que não fique baralhado, o Anantara Vilamoura Algarve Resort ocupa o edifício e o terreno do antigo Tivoli Victoria. E é natural que nada reconheça. Tudo foi remodelado e mesmo o conceito está totalmente adaptado ao que os Anantara, pelo mundo inteiro, querem passar: um local para os hóspedes recarregarem baterias.

Os quartos estão como novos: elegantes, modernos, confortáveis e o meu tinha uma grande varanda, perfeita para ler um livro, enquanto ouve a água a cair na cascata-piscina.

Porque a praia (da Falésia) fica a 3 quilómetros deste resort a aposta está em ter tudo o que é necessário para os hóspedes passarem bons momentos no Anantara. Existem duas piscinas exteriores (com bares de apoio e uma delas só para adultos) e uma terceira só para crianças – e têm também um parque infantil.

E existe ainda uma piscina interior junto do Spa, que poderá usar quando marcar os seus tratamentos e massagens. Fui experimentar e posso dizer que saí de lá revigorada. Uma massagem relaxante - que me pôs a dormir - e, a seguir, um chá junto da piscina quente, que tem vista para os campos de golfe. Tudo para nos mostrar que não é só de praia que se faz o Algarve.

E se ficar pelo resort vai perceber que tem também motivos gastronómicos para não sair daqui. O pequeno-almoço é já uma boa amostra do que se pode provar ao almoço ou jantar.

O pequeno-almoço tem uma banca sempre pronta a fazer-lhe os ovos, na hora, ou omeletes; tem depois os ingredientes para quem gosta de bacon e salsichas logo pela manhã, ou para quem (como eu) é mais doceiro e encontra uma mão cheia de croissants diferentes e outros pastéis. Há saladas e frutas, compotas caseiras, iogurtes e queijos algarvios e é importante essa aproximação ao que existe em terras algarvias.

Aliás, o Anantara, por muito que seja um conceito internacional, prima por fazer refletir o país onde está inserido na sua decoração, por exemplo, e em atividades. Há noites com fado e petiscos portugueses, sumos de laranja local, licor de alfarroba e, na decoração, há madeira e cortiça, assim como peças de cerâmica a lembrar as chaminés algarvias. Ajudam a fomentar um projeto – TASA – que quer perpetuar as artes e ofícios antigos, com cestaria e cerâmica algarvias. E, como recordação, dão uma mini-ânfora, para que levemos um souvenir da terra.

E, mesmo no Spa, onde as técnicas de tratamentos são provenientes da Ásia os produtos têm referência algarvia, como o relaxante óleo de flor de laranjeira para as massagens.

E, se o Spa promete relaxar, há quem não consiga ficar parado. Há um ginásio com máquinas à disposição e aulas de grupo incluídas e grátis. Se preferir, pode ter o seu treinador pessoal para o acompanhar nos exercícios. Para quem gosta de jogar golfe, alguns dos campos não poderiam ser mais próximos: estão mesmo do outro lado da rua.

Em modo zen: no Anantara Vilamoura Algarve Resort
créditos: Viaje Comigo

Além dos bares das piscinas, que servem sempre refeições leves, para quem quer ficar a apanhar banhos de sol, existem os espaços para as refeições completas: tem o restaurante Ria, especialista em peixes e mariscos, com vista para a piscina; e, ao jantar, está aberto o Emo, restaurante gourmet (com pratos criativos) que prima por fazer as harmonizações de todos os pratos com vinhos (e são centenas as referências, com néctares portugueses e internacionais). Bom apetite.

Anantara Vilamoura Algarve Resort

Morada: Victoria Gardens, Avenida dos Descobrimentos, nº 0, 8125-309 Vilamoura, Algarve, Portugal

Fique com mais sugestões de viagens no Viaje Comigo

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.