A “Lagoa de Monet” não tem nome oficial e fica no Santuário Nemichi, um templo do xintoísmo na cidade de Seki, na província de Gifu no Japão. Este local era completamente desconhecido até há poucos anos, quando a sua beleza chamou a atenção nas redes sociais, acabando por se transformar num destino turístico.

Olhar para esta lagoa e não comparar com uma série de pinturas feitas pelo artista impressionista Claude Monet é praticamente impossível. Assim sendo deixamos um desafio nesta fotogaleria. Uma (ou talvez mais) fotografia é do artista e não uma fotografia da lagoa. Consegue descobrir qual?

A água cristalina corre pelas montanhas ao redor do santuário até chegar à lagoa, e muda de cor de acordo com a luminosidade, alternando entre o verde, o azul e o turquesa. A semelhança com a série Les Nymphéas (“Os Nenúfares”), de Monet, é evidente.

As cerca de 250 pinturas foram criadas durante os 30 últimos anos de vida do artista e inspiradas principalmente no jardim aquático da casa de Monet em Giverny. A lagoa japonesa com certeza também poderia inspirar dezenas e dezenas de quadros maravilhosos.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.