Construído na segunda metade do século XIX numa localização privilegiada, no topo de uma colina e rodeado pelas florestas densas da Baviera, este castelo foi mandado construir pelo Rei Luís II da Baviera, que pretendia recriar o mundo dos antigos cavaleiros e castelos medievais.

A construção do castelo demorou quase 20 anos, mas o resultado é, sem dúvida, espetacular! Não é por isso de estranhar que o Castelo de Neuschwanstein atraia mais de um milhão de visitantes todos os anos, e tenha mesmo servido de inspiração para o famoso castelo da Bela Adormecida da Disney.

Este castelo está localizado a cerca de 110 quilómetros de Munique, por isso é possível visitá-lo numa viagem de um dia a partir da capital da Baviera. No entanto, recomendo dedicar tempo suficiente não só para visitar Neuschwanstein, mas também a região circundante.

Quando fui a esta zona, aluguei um carro em Munique e fiquei alojada em Fussen, uma cidade muito próxima de Neuschwanstein. De Fussen, chega-se a Hohenschwangau, uma antiga vila que é também o ponto de partida para visitar Neuschwanstein, em menos de 10 minutos. Se forem de carro, existe um parque em Hohenschwangau bastante conveniente para estacionar o veículo.

Neuschwanstein
Caminho para Neuschwanstein créditos: The Travel in Pink

Se possível, planeiem a visita ao Castelo de Neuschwanstein de manhã, o mais cedo possível, para evitar as multidões de visitantes e aproveitar ao máximo o tempo. Podem comprar os bilhetes online, ou numa bilheteira em Hohenschwangau.

De Hohenschwangau a Neuschwanstein não é permitido conduzir na estrada que leva ao castelo, mas há varias opções de transporte. Pode-se caminhar, mas nos meses mais frios e com neve esta caminhada de cerca de 45 minutos numa estrada inclinada de montanha será certamente bastante desafiante. Em alternativa, existem carruagens de cavalos e autocarros. É preciso ter atenção que os autocarros não vão até ao castelo. Do ponto de paragem até Neuschwanstein ainda se tem de fazer uma caminhada de aproximadamente 10 minutos.

Antes de se dirigirem ao castelo, não percam a oportunidade de registar as melhores vistas de Neuschwanstein a partir da Marienbruck ou Ponte Rainha Maria, assim chamada em homenagem a Maria da Prussia, mãe do Rei Luís II. Esta ponte suspensa sobre o desfiladeiro de Pollat foi mandada construir pelo rei precisamente para que as pessoas tivessem a oportunidade de admirar o seu castelo à distância. Pelo que atualmente cumpre o seu objetivo.

O caminho de Marienbruck para o castelo faz-se por uma estrada florestal com vistas fantásticas não apenas de Neuschwanstein, à medida que nos vamos aproximando do recinto do castelo, mas também da área de floresta envolvente.

Neuschwanstein
Neuschwanstein créditos: The Travel in Pink

Apesar da influência arquitetónica medieval, o interior do castelo conta com todas as inovações disponíveis na época em que foi construído tais como eletricidade, água corrente e linha telefónica. Só é possível visitar o interior do castelo no âmbito de uma visita guiada, onde se pode conhecer mais sobre a sua história e sobre a região circundante. Curiosamente, apesar de ser um dos edifícios mais fotografados do mundo, não é possível tirar fotos no interior.

Após a visita a Neuschwanstein, aconselho também visitar o Castelo de Hohenschwangau, outra famosa atração desta região alemã. Este castelo localizado na aldeia de Schwangau foi a residência de infância do Rei Luís II, tendo sido construído pelo seu pai, o Rei Maximiliano II da Baviera. Foi edificado sobre as ruínas de uma fortaleza medieval do século XII e terá sido uma fonte de inspiração para a construção do castelo de Neuschwanstein.

Castelo de Hohenschwangau
Vistas para o Castelo de Hohenschwangau créditos: The Travel in Pink

Sendo frequentemente o ponto de partida para visitar os castelos de Neuschwanstein e Hohenschwangau, a cidade de Fussen merece também uma visita. Situada entre as montanhas da Baviera, Fussen está rodeada por lagos e situa-se nas margens do rio Lech, com águas cristalinas de uma cor turquesa quase irreal.

A história de Fussen está inevitavelmente ligada ao lendário castelo de Neuschwanstein, mas na região existem mais de 60 outros castelos e palácios, pelo que os apaixonados por história terão muito para explorar.

Em Fussen aproveitem para percorrer as ruas empedradas da Old Town, repletas de edifícios medievais, igrejas barrocas e casas de estilo tipicamente alemão. Não percam o Hohes Schloss, um bonito castelo localizado acima da cidade, que foi a residência oficial dos príncipes-bispos de Augsburg, e que hoje alberga um museu com exposições de arte.

Rio Lech
Rio Lech créditos: The Travel in Pink

Por fim, não deixem de explorar as margens do rio Lech. Atravessem a ponte para o outro lado do rio e admirem as vistas para Fussen. Podem ainda fazer uma caminhada de aproximadamente 30 minutos desde o centro da cidade até Lechfall, uma cascata artificial construída no século XVIII para controlar as cheias na região. Apesar de ser artificial, é bastante bonita, tal como todo o trajeto e a zona de natureza envolvente.

Lechfall
Lechfall créditos: The Travel in Pink

Para mais inspiração sobre viagens dentro e fora de Portugal, podem consultar o blog de viagens da Ana, The Travel in Pink

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.