Com roupas deslumbrantes, Lilou, de apenas três anos, já leva dois a alegrar a vida dos passageiros do aeroporto de São Francisco, nos Estados Unidos da América, para que estes não “sintam o stress das esperas e a ansiedade de voar”, diz Tatyana Danilova, a 'mãe-humana' de Lilou.

“Eu viajava de avião uma vez por semana por motivos profissionais e, por isso, compreendo perfeitamente a ansiedade de voar, ainda mais quando os voos se atrasam e tens de ficar mais tempo no aeroporto”, explica Tatyana. “E ainda existem os que têm medo de viajar de avião e são obrigados a fazê-lo. Perante este cenário, nas nossas visitas (com a porquinha Lilou) ao aeroporto tentamos transmitir felicidade e cumprir a nossa missão como embaixadoras do sorriso. E o nosso feedback tem sido muito positivo”.

“A porquinha Lilou consegue gerar momentos de felicidade. Quando a veem passear pelo aeroporto, toda a gente fica espantada e feliz, seja qual for a nacionalidade do passageiro. Os mais pequenos ficam eufóricos, algo que se estende aos adultos, que se aproximam da Lilou para tirar fotografias. Muitos dizem-nos que nunca mais irão comer carne de porco”.

Esta porquinha possuiu o certificado de Terapia Animal Assistida, autenticada pela Sociedade de São Franciso para a Prevenção da Crueldade contra os Animais. Lilou não se limita a espalhar a sua magia pelos aeroportos, mas também por hospitais, escolas e lares, qualquer lugar que seja necessário um pouco de alegria.

Quem quiser saber mais sobre a missão desta encantadora porquinha, podem seguir a Lilou no Instagram ou no Facebook.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.