O funicular de Schwyz-Stoos foi inaugurado pela presidente suíça Doris Leuthard que partilhou a viagem com mais 100 passageiros.

Este funicular consiste em duas linhas de carruagens cilíndricas que fazem lembrar barris de cerveja e percorre uma pista de mais de 1700 metros subindo 743 metros de altitude. O percurso sobe os Alpes suíços com uma velocidade de 10 metros por segundo e o trajecto vai desde a estação no vale de Schwyz até à vila montanhosa de Stoos a 50 quilómetros de Zurique.

Segundo o porta-voz da ferroviária o funicular esteve a ser planeado cerca de 14 anos de forma a substituir o antigo que funcionava desde 1933, tendo custado mais de 44 milhões de euros e é um triunfo para a engenharia e design modernos, segundo alguns especialistas.

Apesar da extrema inclinação do funicular os passageiros não têm essa sensação pois o engenho foi planeado com um sistema de ajuste de inclinação fazendo com que as cabines dos passageiros estejam sempre na horizontal.

O recorde era até aqui detido pelo Gelmer funicular, em Berna.

O que é um funicular?

Denomina-se funicular a um tipo especial de caminho de ferro utilizado para subir grandes inclinações. Não se deve confundir com os caminhos de ferro dotados de planos inclinados. O funicular circula sobre carris e normalmente dispõe de duas cabinas enlaçadas por um cabo de aço sobre uma via de caminho de ferro, tal como um elevador inclinado

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.