Lá está ele, primeiro as torres, depois todo o castelo aparece no nosso horizonte. É uma verdadeira obra-prima, a prova de que o homem sonha e a obra nasce. E o rei Ludwig sonhou bem alto, tanto que lhe custou o título de rei, foi considerado louco e deposto antes que arruinasse completamente as finanças do reinado com esta e outras obras. Mais do que uma bela construção, a visita a este castelo torna-se fascinante pela história que esconde.

A vista do castelo é fabulosa e faz-nos sentir que estamos em pleno cenário da Guerra dos Tronos, ali incrustados no alto das montanhas. Tão alto que a subida até ao castelo, a partir das bilheteiras, é bastante exigente. Daí exigirem que o bilhete seja levantado com uma hora de antecedência. Contem pelo menos com meia hora de caminhada em passo acelerado até ao castelo, por isso não facilitem se não querem perder a vossa visita.

Por dentro não desilude. É um castelo cheio de mistério, de arquitetura única, e onde se consegue absorver toda a loucura do Rei Luís II da Baviera. Toda a envolvente, com os lagos, montanhas e cisnes, levam-nos para o mundo encantado dos príncipes e princesas. Se está a pensar numa visita a Munique, tem de conhecer o mundo deste 'Rei Louco', até porque nem é assim tão difícil lá chegar.

Se ficou interessado neste destino e quer saber como visitar o Castelo de  Neuschwanstein siga o nosso roteiro, nesta que foi uma viagem com quatro paragens pela Europa central.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.