Os conquistadores espanhóis foram os responsáveis por uma das maiores (senão a maior) paixões gastronómicas do Planeta: o chocolate. Nas suas embarcações vindas das Américas chegou o cacau, nos primeiros anos do século XVI. Mas a popularidade deste fruto só se instalou no século seguinte.

Os bombons, as trufas e as barras ainda estavam para vir. Nos primeiros tempos, o cacau era consumido em forma de bebida, mantendo-se fiel à sua origem entre as civilizações pré-colombianas.

Cancún: aqui nasceu o chocolate

viagem ao mundo do chocolate
créditos: Jezael Melgoza/Unsplash

As praias com areal a perder de vista. Os cenotes, cujas águas calmas e amenas convidam a um mergulho. Estes são, porventura, dois dos motivos que levam os turistas até Cancún. Quer outro? O chocolate. Pensa-se que o cacau foi consumido pela primeira vez pelos Maias, que o valorizavam ao ponto de o usarem como moeda. Se quer saber tudo sobre as lendas, os mitos e também algumas verdades sobre o chocolate, aventure-se num tour na região. Entre o ritual da prova da ‘bebida dos deuses’ a uma sauna vulcânica, há de tudo para todos os gostos.

Bruxelas: a história do chocolate a dois passos da Grand-Place

Viagem ao mundo do chocolate
créditos: Stephanie Lebrlanc/Unsplash

Falar da Bélgica é falar de chocolate. Antiga colónia espanhola, o país beneficiou desse estatuto e é hoje um dos destinos mais afamados pela iguaria. Para além das muitas lojas absolutamente irresistíveis, para todos os gostos e orçamentos, a capital Bruxelas oferece um museu dedicado ao chocolate. O Choco Story percorre os mais de 5 mil anos da história do cacau e ainda oferece workshops, demonstrações da arte chocolateira e degustações.

Barcelona: o chocolate que vem de longe

Viagem ao mundo do chocolate
créditos: Daniel Corneschi /Unsplash

A capital da Catalunha mantém uma relação longa e feliz com o chocolate. E nada como visitar o Museu de la Xocolata para a conhecer ao pormenor. Neste espaço instalado no antigo mosteiro de Sant Agustí vai descobrir como começou esta estreia ligação e até o recurso ao chocolate como mantimento militar. Vale ainda a pena percorrer o centro de Barcelona em busca de algumas das melhores chocolatarias europeias, de onde não deve sair sem experimentar a combinação entre chocolate e vinho.

Itália: o chocolate feito gelado

Viagem ao mundo do chocolate
créditos: Szymon Fischer/Unsplash

A Toscana foi a primeira região italiana a receber as chamadas ‘sementes das Américas’, com a produção de chocolate a arrancar no início do século XVII em diversas cidades, entre as quais Florença. É aqui que hoje encontra o Rivoire, um café literário conhecido pelo seu delicioso chocolate quente. Já em Milão, as estrelas são os gelados. E a Cioccolati Italiani uma das mais afamadas gelatarias. A dois passos do Duomo e da Galeria Vittorio Emanuele, a loja oferece todos os sabores de chocolate que possa imaginar.

Zurique e Genebra: dois paraísos para os fãs de chocolate

Viagem ao mundo do chocolate
créditos: B NW/Unsplash

Relógios, canivetes e… chocolate! Eis a santíssima Trindade suíça. Mas sabia que o país que tem hoje a iguaria entre os seus ex-libris só a descobriu no final do século XVII, quando o presidente da câmara de Zurique provou uma chávena de chocolate quente em Bruxelas e decidiu importar o produto? O resto é história e uma enorme variedade de chocolates, a que não vai conseguir resistir nas muitas lojas da cidade. Uma delas é a Teuscher, afamada pelas suas trufas de champanhe. Se não apreciar o sabor tem ainda mais de uma centena à escolha, entre os quais o leite, no qual a Suíça é especialista.

Viagem ao mundo do chocolate
créditos: Anokhi de Silva/Unsplash

Se passar por Genebra, faça um tour dedicado ao chocolate, que inclui a visita a várias chocolatarias, entre as quais a Du Rhône, que teve entre os seus clientes figuras como Winston Churchill, Grace Kelly ou JF Kennedy. Estas excursões costumam ainda incluir a recriação da quebra do caldeirão, que assinala um episódio marcante da invasão francesa do século XVII. Reza a lenda que os habitantes correram a impedir o pior e uma estalajadeira atirou sobre os invasores que escalavam os muros da cidade um caldeirão de sopa de legumes fervente. Hoje, o recipiente é inofensivo e delicioso, sendo feito de chocolate e recheado de legumes em maçapão. Quebre-o em nome da liberdade e delicie-se.

Coloque a dieta em modo pausa e reserve sem demora com a TAP o seu voo para um destes destinos absolutamente deliciosos. O chocolate espera por si de Cancún a Barcelona, passando por Milão. Impossível resistir!

Toulouse ida desde 49€