Com aproximadamente 12.000 anos, Göbekli Tepe no sudeste da Turquia é possivelmente o templo mais antigo do mundo e remonta a uma época em que os humanos começaram a cultivar e domesticar animais, os pilares da evolução cultural.

Localizado 15 quilómetros a nordeste de Sanliurfa, o local abriga uma série de estruturas circulares de pedra em forma de T, algumas com até 5,5 metros de altura, os chamados monólitos. Quatro dos conjuntos de pedras já foram escavados, mas os geo-radares revelaram que outros 16 ainda estão no subsolo.

No entanto, não é o tamanho  que surpreende os especialistas, mas sim a natureza intrincada das suas características decorativas, cujas representações incluem: raposas, leões, garças, patos, cobras e a estranha figura humana. Tudo isso, construído antes da Idade dos metais.

Na época da construção do Göbekli Tepe, os humanos estavam apenas a iniciar a domesticação de animais e o cultivo de plantas na região, conhecida como Anatólia. Uma teoria é que a construção de tais características maciças, que exigiriam anos de trabalho e as mãos de centenas de pessoas, estava parcialmente por trás da transição do estilo de vida nómada para o sedentário em seres humanos, uma vez que exigia que as pessoas permanecessem num lugar por muito tempo tempo.

Há evidências arqueológicas de terra queimada, sugerindo que a população cozinhava e passava algum tempo no templo, mas não há nada que sugira que os humanos viviam no lugar de forma permanente. Klaus Schmidt, um arqueólogo alemão, que liderou as escavações no local em 1996, observou que nenhum edifício residencial foi descoberto na zona, mas descartou a possibilidade de que o local fosse um assentamento mundano da época e insistiu que pertencia a "uma esfera religiosa, uma área sagrada".

Göbekli Tepe foi declarado pela UNESCO como "Património Cultural Imaterial da Humanidade" em 2018 e desde então está aberto a visitantes.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.