Uma forma de se sentir parte da história de um local é caminhar por entre ruínas, templos e vestígios arqueológicos e imaginar os grandiosos eventos que ali ocorreram.

A pensar nisso, a Booking.com elaborou uma lista com cinco destinos perfeitos para caminhar através de trilhos históricos, viver o passado e aprender um pouco mais sobre a nossa civilização.

Fernando de Noronha, Brasil

Fernando de Noronha, Brasil
créditos: Booking.com

Embora a ilha seja famosa pela bela paisagem e praias paradisíacas, Noronha tem também um forte apelo histórico e cultural. Ao longo da história, as suas terras foram disputadas por holandeses, franceses e portugueses. Em 1737, os colonizadores ergueram algumas fortalezas por todo o litoral da ilha, como o Forte Nossa Senhora dos Remédios, classificado como monumento nacional em 1961.

Além do forte, há ruínas de uma antiga prisão, a Aldeia dos Sentenciados, restos de casas e alicerces de oficinas. Vale a pena fazer a caminhada entre a Vila dos Remédios e o outro forte da região, o Forte de São Pedro do Boldró, de onde se avista o Morro dos Dois Irmãos e o pôr-do-sol mais apreciado de toda ilha.

Tulum, México

Tulum, México
créditos: Pixabay

O mar das Caraíbas é para muitos o ponto alto de uma viagem ao México, mas em Tulum o viajante não precisa de prescindir da praia para se aventurar por lugares históricos. Esta pequena cidade murada da Península de Yucatán abriga as ruínas de uma das grandes culturas pré-colombianas, a civilização Maia.

O sítio arqueológico oferece uma série de edificações bem conservadas desta civilização, sendo El Castillo, uma estrutura de quase 8 metros de altura, a mais imponente. Além da sua importância histórica e cultural, o sítio maia encontra-se num penhasco de frente para o mar. A combinação de ruínas com o azul do mar é fascinante.

York, Reino Unido

York, Reino Unido
créditos: Pixabay

York, com as suas torres, castelos e masmorras, é uma boa opção para quem está a pensar visitar o Reino Unido. Em York há reminiscências dos diferentes povos que passaram por lá, dos vikings aos romanos.

A forma mais fácil de andar pela história e reviver o passado é participar num dos “walking tours” oferecidos em toda a cidade. Passe pela grandiosa catedral, o castelo Howard, as ruínas romanas, incluindo a de Saint Mary’s Abbey, e caminhe ao longo da muralha medieval de York.

Petra, Jordânia

Petra, Jordânia
créditos: Pixabay

A cidade rosa, como é conhecida, foi erguida por volta de 312 a.C. pelo povo dos nabateus, uma tribo nómada árabe, e foi parte da rota do intenso comércio de especiarias no Médio Oriente. Construída e esculpida em rochas, a cidade é um dos sítios arqueológicos mais importantes do mundo e, por isso mesmo, cenário de filmes como Indiana Jones.

Petra foi eleita uma das novas sete maravilhas do mundo e encanta pelas ruínas dos tribunais, a famosa Avenida de Colunas e pelas suas passagens estreitas por entre montanhas – a mais famosa tem 1 quilómetro de comprimento e desemboca no templo Al Khazneh, conhecido como O Tesouro.

Angkor, Camboja

Angkor, Camboja
créditos: Pixabay

O complexo arqueológico de Angkor, no Camboja, tem mais de mil construções milenares do antigo Império Khmer ao longo de 400 km². Por incrível que pareça, antes do boom turístico, os templos e as maravilhas arqueológicas de Angkor ficaram abandonados durante séculos. Tanto que as raízes gigantescas de árvores tiveram tempo e espaço para se espalhar e “abraçar” as estruturas de pedra – é como se elas fizessem parte das construções desde o início.

Os templos mais conhecidos são Angkor Wat e Ta Prohm. Mas, caso queira andar e conhecer os cantos mais importantes deste local misterioso, reserve pelo menos três dias.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.