Monumento Nacional e Reserva de Aniakchak, Alasca

Este monumento é o lar de uma caldeira profunda formada durante uma enorme erupção vulcânica há 3.500 anos. Este monumento abriga uma das maiores caldeiras do mundo. O Monumento Nacional e Reserva Aniakchak foi estabelecido para reconhecer o significado geológico único da caldeira Aniakchak e os cientistas depressa descobriram que a zona tem uma rica história cultural.

As atividades mais comuns realizadas no parque são caminhadas no piso da caldeira, pesca desportiva e passeios no rio Aniakchak.

Nine Mile Canyon, EUA

Tem aproximadamente 60 quilómetros de comprimento e fica localizado nos condados de Carbon e Duchesne, a leste de Utah, no oeste dos Estados Unidos. Conhecido como "a maior galeria de arte do mundo", o Canyon é reconhecido pela sua extensa arte rupestre, a maioria criada pela cultura Fremont e pelo povo Ute. Um destino ideal para arqueólogos e turistas.

Lago Kaindy, Cazaquistão

É um lago de 400 metros de comprimento localizado no Cazaquistão. O lago atinge uma profundidade próxima a 30 metros. Está localizado a 129 quilómetros a leste-sudeste da cidade de Almaty e encontra-se a 2.000 metros acima do nível do mar.

O lago formou-se devido a um grande deslizamento de calcário, criando uma represa natural. O trilho para o Lago Kaindy tem inúmeras vistas panorâmicas para o desfiladeiro de Saty, o vale de Chilik e o desfiladeiro de Kaindy.

Le Morne Brabant, Maurícias

Destaca-se pelo seu monólito com uma cúpula 556 metros acima do nível do mar. A cúpula cobre uma área com mais de 12 hectares. Há muitas cavernas e saliências nas encostas íngremes, e é em grande parte cercado por uma lagoa. Desde 2008 que está classificado como Património Mundial da Unesco.

Dunas Råbjerg Mile, Dinamarca

É uma duna costeira migratória entre Skagen e Frederikshavn, na Dinamarca. É a maior duna móvel do norte da Europa, com uma área de cerca de 2 km2 e uma altura de 40 metros acima do nível do mar. A duna contém um total de 4 milhões de m3 de areia.

Cerca de 250 mil pessoas visitam a duna todos os anos.

Lago Hillier, Austrália

O lago, uma das maravilhas naturais da Austrália, tem uma característica única que não deixa ninguém indiferente, a sua cor rosa. Esta cor é permanente, ou seja, não sofre alterações mesmo quando recolhida por um recipiente. O lago tem cerca de 600 metros de comprimento e é rodeado por uma borda de sal branco e uma floresta densa. 

Santuário de Las Lajas, Colômbia

O Santuário de Nuestra Señora de Las Lajas é um lugar de cultoperegrinação e turismo na Colômbia desde o século XVIII. O Santuário foi construído sobre uma ponte de dois arcos que cruza o rio Guaitara. A ponte tem 50 metros de altura por 17 metros de largura e 20 metros de comprimento. A altura do Santuário, desde a sua base até à torre é de 100 metros.

Um local a visitar pela sua arquitetura e localização única.

Vale da Lua, Brasil

O Vale da Lua é um dos pontos mais visitados na Chapada dos Veadeiros, no município de Alto Paraíso de Goiás. Este conjunto de formações rochosas fazem lembrar uma paisagem lunar, daí o seu nome.

O local está classificado como Património Mundial da Unesco e está incluído no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros.

Parque Nacional Whanganui, Nova Zelândia

Fundado em 1986, cobre uma área de 742 km², na fronteira com o rio Whanganui. O parque protege o habitat de uma série de espécies em extinção de pássaros.

Lago Reschen, Itália

O lago é famoso pelo campanário de uma igreja submersa do século XIV. Uma lenda diz que durante o inverno ainda se pode ouvir os sinos das igrejas a tocar, mas na realidade estes foram removidos em 1950.

Deception Island, Antártida

Esta ilha é a caldeira de um vulcão ativo, que danificou seriamente as estações científicas locais em 1967 e 1969. Atualmente é um destino turístico e um posto avançado científico.

Villa Puerto Edén , Chile

É considerado um dos lugares mais isolados do Chile, juntamente com a Ilha de Páscoa e a Villa Las Estrellas e acessível apenas por mar. A vila é conhecida por ser a casa do último povo Kawéshkar e por ser um dos locais com mais frequência de chuva.

Moray, Peru

Moray é um sítio arqueológico que se encontra perto de Cuzco, no Peru. A sua forma faz lembrar um anfiteatro. É possível chegar a Moray através do caminho que sai da cidade ou diretamente por um desvio da estrada principal. Moray foi possivelmente um centro de pesquisa agrícola inca onde eram feitas experiências de colheita.

Lago Retba, Senegal

Também conhecido como Lago Rosa, o lago é separado do Oceano Atlântico apenas por um estreito corredor de dunas. A sua cor rosa deve-se à presença das algas Dunaliella. A cor é particularmente visível durante a estação seca (de novembro a junho) e é menos visível durante a estação chuvosa (julho a outubro). Devido à sua alta concentração de sal, é fácil flutuar no lago.

Cascata Tequendama, Colômbia

Uma das atrações turísticas do país, as quedas de água estão localizadas numa área florestal a 32 km a oeste de Bogotá. Durante o mês de dezembro as quedas ficam completamente secas.

Kyaiktiyo Pagoda, Myanmar

Igualmente conhecido como a rocha dourada, é um local de peregrinação budista na região. A rocha tem 7,3 metros e está coberta de folhas de ouro, que foram colocadas pelos seus devotos. Parece desafiar a gravidade, visto que dá a sensação de que vai cair a qualquer momento. As mulheres não podem entrar no santuário, sendo apenas permitida a sua presença na varanda exterior ou no pátio inferior

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.