O encerramento foi causado por um conflito entre a direção e os trabalhadores sobre o novo sistema de entrada no monumento, que, segundo os funcionários, está a provocar longas filas de espera.

A direção decidiu também, no início de julho, reservar metade das entradas diárias aos clientes que compram via internet, em comparação com 20% antes.

Patrões e os representantes dos funcionários chegaram a um acordo sobre um novo sistema, que começará a funcionar a partir de 6 de agosto, informou um comunicado que gerencia Torre Eiffel, SETE.

Esta não é a primeira vez que a Torre Eiffel fecha suas portas aos turistas. Em abril, os turistas não puderam visitá-la durante vários dias por outra greve de pessoal.

Fonte: AFP

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.