Foto: Anil Thakur@Unsplash

A crise económica do Sri Lanka começou a ser sentida devido ao corte da receita do turismo provocado pela pandemia. A atual incapacidade do país de pagar as importações de combustível levou a extensos apagões para poupar energia e a longas filas nos postos de gasolina.

Os hospitais carecem de medicamentos e o governo pediu aos cidadãos no estrangeiro para fazerem doações.

Esta terça-feira, dia 26 de abril, o governo lançou o "Programa de Vistos Paraíso Dourado". Neste sentido e segundo o governo, os estrangeiros que depositarem no país um mínimo de 100.000 dólares poderão viver e trabalhar por 10 anos neste país insular, localizado ao sul da Índia.

"Este esquema irá ajudar o Sri Lanka, no altura em que enfrentamos a pior crise financeira desde a nossa independência", declarou em Colombo o ministro da Imprensa, Nalaka Godahewa. O governo também aprovou a concessão de vistos de cinco anos para qualquer estrangeiro que investir pelo menos 75.000 dóalres na compra de um apartamento na ilha.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.