Recentemente já tinha sido anunciada a proibição de beber e comer junto a fontes histórias (e outros monumentos culturais), de modo a preservar o património cultural da cidade.

Agora, a presidente de câmara de Roma, Virginia Raggi, volta a lançar uma nova medida. Beber bebidas alcoólicas nas ruas da cidade passa a ser proibido, entre as 22h00 e as 07h00, de julho a outubro. O objetivo é limitar o seu consumo dentro dos bares ou em espaços privados.

E quem não cumprir, sujeita-se a uma multa de 150 euros. De acordo com o jornal The Local, Virginia Raggi afirmou: "Não queremos que as noites de verão sejam estragadas com episódios ligados ao consumo excessivo de álcool".

Todos os distritos estão abrangidos por esta medida, excepto Ottavia, assim como os bares em zonas como Monti, Trastevere e São Lourenzo, que estão igualmente proibidos de venderem bebidas alcoólicas após as duas da manhã.

E para que não haja falhas na comunicação com os turistas, a polícia local já afixou avisos em quatro línguas, incluíndo inglês e francês.

A medida foi lançada no início de julho e até à data já foram passadas 37 multas.

Uma das cidades mais turísticas da Croácia, Hvar, também aplicou a mesma medida há cerca de um mês e a multa é bem mais pesada, são 700 euros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.