As instalações do "Super Nintendo World" são inspiradas nos jogos "Super Mario" do grupo japonês.

Uma das principais atrações é baseada no jogo "Mario Kart", com direito ao uso de óculos de realidade aumentada, presos a uma boina vermelha, como a do célebre canalizador italiano.

Além disso, com uma pulseira conectada a um smartphone, os visitantes podem quebrar blocos e reunir moedas virtuais, como Mario.

"Recriamos perfeitamente o universo do jogo... Você encontrará piranhas em tamanho natural e o Bowser (grande vilão do Mario), e verão como é ser o Mario", disse Ayumu Yamamoto, diretor de marketing do USJ.

"Demorou quase um ano a mais do que o previsto para abrir este lugar e estamos muito felizes", disse à imprensa nesta quarta-feira.

O "Super Nintendo World", que custou mais de 60 bilhões de ienes (550 milhões de dólares), segundo o USJ, deveria ter sido inaugurado no ano passado, em coincidência com os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, mas o evento desportivo também foi adiado para 2021 devido à pandemia de coronavírus.

A abertura do parque foi adiada para fevereiro deste ano, mas quando o governo japonês decretou o estado de emergência em janeiro para enfrentar o aumento das infeções, a inauguração foi adiada novamente.

"Jogo Mario desde pequeno. Não esperava entrar no mundo de Mario, estou muito impaciente", declarou Hiroki Kono, um estudante de 19 anos de Osaka, ao chegar no parque.

Com as fronteiras japonesas fechadas por causa da pandemia, os fãs de Mario do exterior ainda terão que esperar.

No futuro parques similares serão inaugurados nos estúdios da Universal de Orlando (Flórida) e Hollywood, nos Estados Unidos.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.