A recriação histórica é promovida pelo Ayuntamiento de Valencia de Alcántara, na província espanhola de Cáceres, com a colaboração do vizinho município de Marvão, no distrito de Portalegre.

Segundo os promotores, a iniciativa tem como ponto alto a evocação de um facto histórico, o casamento real celebrado na vila de Valencia de Alcántara, em 1497, entre a infanta Isabel, filha dos reis católicos, e o rei de Portugal D. Manuel I, "O Afortunado".

O XV Festival Transfronteiriço Boda Régia começa na quinta-feira, na Portagem, em Marvão, a partir das 21:30, com a recriação histórica da chegada do rei D. Manuel I a Marvão, junto à ponte quinhentista.

Em seguida, no anfiteatro do Centro de Lazer, decorre um espetáculo de teatro, dança e música daquela época.

No sábado, a partir das 20:00, vai ser recriado, no Paseo de San Francisco, a entrada das comitivas reais na vila de Valencia de Alcántara para a festa de compromisso.

O ponto alto do evento decorre no domingo, às 22:00, em Valencia de Alcántara, com a recriação histórica da Boda Régia, na igreja de Nuestra Señora de Rocamador, onde se celebrou o histórico matrimónio.

Segundo o município alentejano de Marvão, a "festa de interesse turístico regional" tem "um programa repleto de atividades culturais e estreia, este ano, uma nova obra teatral, na maior participação de sempre ao nível de atores e figurantes".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.