A organização de caridade Conservers Against Extinction, no Reino Unido, anunciou as fotos vencedoras do seu concurso "Life in Lockdown", que tinha como objetivo captar através das objetivas o mundo selvagem mesmo em confinamento.

As fotos tinham que apresentar o mundo natural, como por exemplo, a vida selvagem local ou um espaço selvagem, e deveriam ser captadas dentro dos parâmetros do confinamento.

Entre na galeria e conheça os vencedores:

A ideia deste concurso, de entrada livre, realizado durante todo o mês de maio no Reino Unido, era a de celebrar a primavera e os poderes curativos da mãe natureza e encorajar as pessoas a explorar o mundo selvagem à sua porta.

"As fotos submetidas na competição forneceram uma imagem realmente fascinante do nosso mundo selvagem durante o confinamento. De todas as ilhas britânicas e além, vimos animais selvagens, flores da primavera e belas vistas a serem comemoradas. É realmente animador", disse Sara White, da organização promotora do concurso.

"Acho que todos encontramos consolo ao ar livre durante este período difícil. A nossa esperança é que as pessoas continuem a apreciar a beleza da vida selvagem e espaços selvagens à sua porta e fazer pequenas mudanças nas suas vidas diárias para proteger a natureza. Plante flores favoráveis às abelhas no seu jardim, alimente os pássaros, apoie uma organização local, ande mais, conduza menos e reduza, reutilize e recicle", acrescentou ainda.

Os vencedores foram escolhidos através de uma votação pública no início de junho. A foto que arrecadou mais votos revela um besouro Cardeal de cabeça vermelha, que foi tirada por Katie Waddington "durante uma de minhas caminhadas em Winchester, enquanto eu apreciava a vida selvagem que estava à minha porta".

Apenas três votos separaram o primeiro do segundo lugar, que pertence a Sam Pestell e Carrie-Anne Goodchild, que fotografaram pássaros nos seus jardins ou bairros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.