O motor de busca de viagens Jetcost fez um inquérito a 388 assistentes de bordo, maiores de 18 anos, que tenham tido o mesmo tipo de trabalho, pelo menos, durante 12 meses e que tenham tido a oportunidade de fazer trajetos quer de curta como de longa distância.

Em primeiro lugar, a todos os inquiridos foi perguntado se tinham medo de andar de avião, tendo a maioria (85%) declarado que sentiam segurança durante os trajetos. Os restantes, ou seja, um em cada seis (15%) reconheceu ter medo de andar de avião.

Aos assistentes de bordo que reconheceram sentir medo nos aviões durante os voos foi perguntado quais os sintomas tinham experienciado e quase a metade (49%) respondeu ter sofrido pesadelos antes de embarcar, (25%) sentiu dores de estômago e 17% sentiu “ansiedade, dor no peito e/ou taquicardia”. 8% afirmou que sentiu “ataques de pânico”.

Quando se perguntou que truques arranjavam para controlar os nervos, estas foram as respostas mais populares: ter pensamentos positivos (74%), distrair-se pensando em outras coisas (65%), beber álcool (10%) e fantasiar com os colegas ou com os passageiros (9%).

Fonte: Jetcost

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.