O nome até pode transmitir a ideia de um pequeno e inofensivo caminho. Mas a realidade é outra. O Caminito del Rey é um percurso pedestre construído ao longo da encosta do desfiladeiro dos Gaitanes, em Málaga, Espanha. A passagem, que ficou conhecida como "a mais perigosa do mundo", foi reabilitada e reabriu ao público em 2015. São três quilómetros de caminho, a 100 metros de altura sobre um desfiladeiro.

A fama de perigoso faz parte de outros tempos. Desde que reabriu ao público, a segurança é levada muito a sério. Os visitantes são obrigados a usar capacetes. Os passadiços, que constituem grande parte do percurso, estão bem agarrados às falésias. A vista para os desfiladeiros é impressionante e vale a pena pôr o medo de lado e fazer a travessia. Percorra a galeria e conheça melhor o Caminito del Rey.

O percurso pedestre num dos desfiladeiros de El Chorro foi construído no início do século XX com o objetivo de criar um acesso entre duas quedas de água durante a construção de uma hidroelétrica. Na altura da inauguração, o rei Afonso XIII cruzou o caminho, que ganhou então o nome de Caminito del Rey. O percurso acabou por cair no abandono durante 14 anos, tendo sido encerrado em 2000, após alguns acidentes fatais - cinco turistas caíram dos passadiços e morreram.

Se quiser fazer esta aventura numa próxima viagem, saiba que o melhor é comprar o bilhete, escolhendo o dia e hora da visita, com antecedência aqui.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.