A cidade, que fica na região sul da Campânia, na Itália, está a vender 90 casas a necessitarem de obras, num esforço para salvar a área, incentivando pessoas a instalarem-se na região como forma a travar a desertificação. Após uma grande vaga de emigração e uma série de terremotos em 1980, a cidade precisa de pessoas para reformarem os edifícios e renovarem a comunidade.

"Enfrentamos uma situação muito particular aqui", explicou o vice-presidente da cidade, Francesco Tartaglia, à CNN. "A área abandonada espalha-se pela parte mais antiga da cidade. As casas abandonadas estão agrupadas, uma ao lado da outra, ao longo das mesmas estradas. Algumas até partilham uma entrada comum. É por isso que damos as boas-vindas a famílias, grupos de amigos, parentes, pessoas que se conhecem ou investidores que se unam."

Os novos proprietários terão que reformar as próprias casas, mas não há investimento específico obrigatório ou um período em que a casa precise ser reformada, o comprador decide o nível  de investimento e o prazo para concluir as renovações. Os compradores poderão comprar diretamente à cidade, pois todas as casas abandonadas pertencem às autoridades locais, o que garante que o processo de venda será rápido e tranquilo.

Esta não é a primeira vez que uma cidade em Itália oferece casas por apenas 1 euro na esperança de revitalizar as comunidades em que estão inseridas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.