Fotos: André MA/Shutterstock.com

As icónicas celebrações de Carnaval regressam ao Rio de Janeiro após dois anos de pandemia. A tradição provém não só de influências europeias, mas também de práticas da cultura africana, que utilizavam máscaras e trajes artesanais feitos de pedra, ossos, ervas, elementos naturais e penas, que eram consideradas um elemento que remete para a ascensão e o renascimento dos espíritos.

Os cariocas estão prontos para retomar os hábitos de samba, dança e música para receber os turistas e celebrar a reabertura do Sambódromo, local aberto desde 1984, uma obra que demorou 110 dias a ser construída e fruto da visão de Oscar Niemeyer.

Na década de 1920, começaram a ser criadas associações e clubes oficiais de samba e em 1932 foi organizado o primeiro desfile oficial das escolas de samba. À medida que as escolas foram desenvolvendo as suas danças, o público começou a aderir aos concursos e foi criada a Associação das Escolas de Samba da Cidade do Rio de Janeiro, uma entidade que gere todos os desfiles do Rio.

Com o crescimento dos concursos, a Associação das Escolas de Samba da Cidade do Rio de Janeiro está agora organizada numa Liga, intitulada por Liesa, responsável por toda a organização da infraestrutura do Sambódromo para o desfile do Grupo Especial. Apesar do desenvolvimento das danças e dos desfiles, os Grupos continuam a incorporar as diferentes tradições nos seus fatos e danças para captar a atenção do júri no final da passarela.

Durante os múltiplos dias do Carnaval, as multidões a assistir ao espetáculo no Sambódromo podem ascender a 400 mil pessoas e o espetáculo constitui um importante fator na economia do Rio de Janeiro e do Brasil. O Carnaval de 2020, o último antes da pandemia, beneficiou a economia brasileira em mais de 7 mil milhões de euros.

O Sambódromo vai receber o Grupo Especial nos dias 22 e 23 de abril e finalmente, o Desfile do Campeão que irá ser celebrado nos dias 24 e 30 de abril, onde os vencedores celebram o reconhecimento do júri e do público e se despedem das festividades.

Este ano, as escolas de samba do Grupo Especial de São Paulo desfilam nos mesmos dias das escolas cariocas, nos dias 22 e 23. A maior cidade do Brasil agrega uma experiência incrível para os turistas que querem festejar em um destino diferente.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.