Os dados foram recolhidos pela CVRA junto dos membros da Rota dos Vinhos do Alentejo, cerca de 70 produtores vitivinícolas da região.

O aumento do número de visitantes, segundo o mesmo organismo, surge na sequência da aposta em "reforçar o enoturismo", alargando a rota e "oferecendo mais e melhor informação aos turistas", não só sobre vinhos, mas também sobre outros aspetos da realidade cultural e turística regional, como o património, artesanato, animação turística e cultural e a gastronomia.

"Aproveitando o interesse de potenciais visitantes e turistas nacionais e estrangeiros pela temática vinícola, pretende-se que a Rota dos Vinhos seja mais do que a definição num mapa dum circuito turístico", explicou a CVRA.

Além da rota, a CVRA conta também com uma sala de provas, situada no centro histórico da cidade de Évora, que recebeu cerca de oito mil visitantes no ano passado.

O espaço funciona não só como sala de provas, mas também, segundo a CVRA, como "ponto de partida central para se planear uma viagem, de forma que o visitante possa ficar a conhecer tudo sobre o enoturismo no Alentejo".

Fonte: Lusa

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.