Mas agora imaginem que só podem passar lá um dia. Imaginem que viajam em trabalho e que têm pouco tempo ou que estão em trânsito para outro destino e querem aproveitar e fazer escala nesta cidade.

Como seria então um dia perfeito em Paris?

Para mim seria mais ou menos assim:

Acordem bem cedo e assistam ao nascer do sol no Sacré Coeur. Se o céu estiver limpo, o amanhecer naquela catedral histórica da cidade é maravilhoso!

24 horas em Paris
créditos: Travellight e R.J. River

Desçam pela Rue de l'Abreuvoir. A vista voltada para o Sacré Coeur é considerada uma das mais bonitas e pitorescas da cidade.

24 horas em Paris
créditos: Travellight e R.J. River

Sigam depois pela Rue Girardon e depois pela Rue Lepic até chegar ao Boulevard de Clichy onde encontram o Moulin Rouge, o mais famoso cabaré de Paris, imortalizado pelas pinturas de Toulouse-Lautrec e pelo filme “Moulin Rouge”.

24 horas em Paris
créditos: Travellight e R.J. River

E falando em filmes, se gostaram d’O Fabuloso Destino de Amélie podem parar para tomar o pequeno almoço no Café des 2 Moulins onde ele foi filmado. Vale a pena visitar o espaço nem que seja para provar o Crème Brûlée, sobremesa preferida da personagem. (Rue Lepic, 15).

24 horas em Paris
créditos: Travellight e R.J. River

Apanhem depois o metro na estação Blanche e sigam para o Arco do Triunfo (estação Charles de Gaulle - Etoile), outro ícone de Paris. Continuem por uma das avenidas mais famosas do mundo, a Avenue des Champs-Élysées, onde encontramos algumas das lojas mais caras de Paris como a Louis Vuitton e a Ladurée, com os seus clássicos macarons (que agora também já temos em Lisboa).

Se quiserem almoçar na zona dos Champs-Élysées, experimentem Le Drugstore. É localizado na Publicis Drugstore, que é um misto de livraria, café e padaria (Av. des Champs-Élysées, 133).

24 horas em Paris
créditos: Travellight e R.J. River

Para algo mais requintado (e caro) optem pelo restaurante Le George (Avenue George V, 31).

Se não quiserem gastar muito podem ir ao Five Guys (Av. des Champs-Élysées, 49-51). Não tem nada de francês mas os hambúrgueres são bons e o serviço rápido e assim ficam com mais tempo para descobrir a cidade luz.

Depois do almoço voltem a apanhar o metro e saiam em Trocadéro, a estação mais próxima da Torre Eiffel. É impossível visitar Paris e não ver o seu maior símbolo certo?

24 horas em Paris
créditos: Travellight e R.J. River

Depois das fotos da praxe caminhem até à Ponte Alexandre III, uma das pontes mais bonitas e românticas da cidade. (o percurso leva cerca de 20 minutos).

24 horas em Paris
créditos: Travellight e R.J. River

Depois de ver a Ponte Alexandre III, podem continuar até à Place de la Concorde, uma das praças parisienses mais famosas e palco de importantes acontecimentos da história da França. Ao lado, está o Jardin des Tuileries, onde podem descansar as pernas e comer um gelado ou se estiver frio, tomar um vinho quente que se vende nos quiosques.

24 horas em Paris
créditos: Travellight e R.J. River

Sigam para o Museu do Louvre. Comprem antecipadamente os bilhetes on-line para evitar as filas. O museu é muito grande por isso, se tiverem o tempo contado, decidam antecipadamente que seções querem ver e mesmo assim contem no mínimo com duas horas.

24 horas em Paris
créditos: Travellight e R.J. River

Finalizada a visita ao Museu do Louvre, sigam pela Rue de Rivoli para chegar até à Place Vendôme e de lá, andem pela Rue de la Paix por cinco minutos até chegarem à bela Ópera Garnier.

24 horas em Paris
créditos: Travellight e R.J. River

Logo atrás, ficam as Galeries Lafayette. Entrem e admirem o seu interior, principalmente a cúpula de vidro. Se forem em Novembro ou Dezembro com certeza vão ficar encantados com as decorações e com a incrível árvore de Natal que todos os anos muda (a deste ano já foi montada!).

Sugiro jantarem na Galeria Lafayette Gourmet. Lá tem um pouco de tudo, desde frutas, queijos e presuntos, até vinhos e massas, frutos do mar, doces e pães deliciosos.

24 horas em Paris
créditos: Travellight e R.J. River

Para terminar o dia em beleza, se não se importarem de gastar mais, jantem e fiquem hospedados no Intercontinental Paris Le Grand. É um hotel fantástico e alguns quartos tem varandas com vistas incríveis para a Opéra.

Para algo bem mais em conta mas igualmente bom fiquem no Hôtel du Triangle d'Or, também na zona da ópera.

Sigam as minhas aventuras mais recentes no Instagram e no Facebook

Artigo originalmente publicado no blogue The Travellight World

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.