Segundo revela fonte da autarquia, o evento propõe-se recordar "a época áurea de Espinho, quando 'vilões e fidalgos' faziam praia mediante prescrição médica", para curar doenças como raquitismo, escrofulose, reumatismo, dores musculares ou até "falta de apetite".

A iniciativa é animada com banhistas "vestidos a preceito", um fotógrafo 'à la minuta', vendedores ambulantes da época e ainda manipuladores de teatro de robertos.

"Será uma viagem no tempo, na qual se poderá conhecer os costumes das gentes que desfrutavam dos banhos da praia de Espinho e de uma estância turística cheia de -glamour' para a época", garante a Câmara Municipal.

A figuração é assegurada por diferentes entidades do concelho, nomeadamente a Associação Espinho Vida, a classe de ginástica acrobática de exibição da Associação Académica de Espinho, o Grupo Cultural e Recreativo Semente, o Teatro Popular de Espinho da Cooperativa Nascente e os ranchos folclóricos Santiago de Silvalde, Nossa, Senhora dos Altos Céus e Recordar é Viver.

Fonte: Lusa

Foto: Wikipedia

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.