É o espaço para as roupas quentes, que ocupam muito mais do que os calções e t-shirts de verão e ainda temos de contar com a roupa para o espaços fechados como restaurantes, museus, lojas e hotéis que são super-aquecidos e contrastam com as temperaturas frias exteriores.

Ao longo dos anos cometi muitos erros a preparar a mala para um destino onde as temperaturas eram baixas, mas a experiência fez de mim uma profissional e agora estou aqui para vos ajudar.

Apontem aí as dicas:

1- Escolham as roupas tendo em atenção o material de que são feitas

Para viajar adoro roupa de algodão porque é leve e respirável, mas é uma péssima escolha para o inverno. Em vez de afastar a humidade e a transpiração, o algodão absorve-os, o que acaba por nos deixar gelados e inconfortáveis. Por isso, ao preparar uma mala para um destino frio optem por roupa fabricada com materiais mais quentes, como a lã, ou fibras sintéticas que proporcionam um bom isolamento térmico.

A lã de merino é uma das melhores opções para viagem, pois é naturalmente resistente ao odor e é respirável (além de causar menos comichão do que a lã comum).

2- Não se esqueçam do chapéu ou do gorro

Para além de ficar sempre um charme, o chapéu (ou gorro) protege a cabeça e as orelhas do frio e evita a perda de calor corporal significativo.

Um gorro feito de lã térmica absorve a humidade, evita a transpiração e mantém-nos bem quentinhos. Levem uma pequena escova de cabelo desdobrável se estiverem preocupados em ficar com o penteado estragado.

3- Luvas para ecrãs tácteis

As luvas não manterão as mãos quentes se tivermos de as tirar com frequência para fotografar ou para usar o telemóvel, por isso, procurem um par de luvas que sejam sensíveis às telas de smartphones e tablets ou luvas que “abrem” na parte de cima e permitem que, momentaneamente, só a ponta dos dedos fique destapada.

4 - Peças de roupa polivalentes e acessórios

As roupas quentes tendem a ser volumosas, portanto, maximizem o espaço colocando na mala peças que tenham uma dupla função. Levem itens que possam ser utilizados de diferentes maneiras como calças e camisolas que combinem entre si.

Cachecóis e lenços que permitam variar o look também são uma boa ideia porque pesam pouco e ocupam um espaço mínimo.

Um bom casaco de inverno é indispensável, mas como é uma peça pesada e volumosa, o ideal é ir com ele vestido ou na mão na altura do embarque, assim, evitam ultrapassar o limite de peso imposto pelas companhias aéreas para as malas de mão.

5- Pensem em usar a roupa por camadas

Quando as temperaturas estão realmente baixas e os ventos são fortes, uma camada de roupa simplesmente não chega. Idealmente, a roupa a levar deve incluir uma camada base (para afastar a humidade e manter-nos secos), uma camada isolante (para reter o calor) e uma camada externa (para evitar o vento e a água).

Levem leggings forradas de lã ou um par de calças térmicas sob as calças, uma camisola mais fina e uma camisola de lã. Completem o look com um casaco impermeável por cima e estarão prontos para enfrentar o tempo mais frio que São Pedro vos conseguir enviar.

6- Sapatos apropriados

Escolher os sapatos certos é importante. Para climas frios, os sapatos devem ser impermeáveis, quentes e ter um bom isolamento térmico; proporcionar uma boa tração por causa do gelo e ser confortáveis para caminhar.

7- Óculos de sol e protetor solar

O sol pode ser surpreendentemente forte no inverno, por isso, é imprescindível levar na mala um par de óculos de sol e um protetor solar.

Sigam as minhas aventuras mais recentes no Instagram e no Facebook

Artigo originalmente publicado no blogue The Travellight World

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.