A Airbnb pediu aos seus clientes, e que vivem nas mais diversas cidades na Europa, para partilharem dicas de como os viajantes podem tirar o melhor partido dos mercados de Natal mais icónicos.

Mercado de Natal e Festival de Inverno, Budapeste, Hungria (10 nov. a 31 dez.)
No inverno, a praça Vörösmarty enche-se com mais de 100 stands que vendem produtos artesanais de alta qualidade e iguarias típicas húngaras.

Dicas dos locais:
- "Deve experimentar a gastronomia local, como, por exemplo, os Kürtőskalács também conhecidos como "bolo de chaminé".

- "O artesanto mais típico que encontra em Budapeste são os anjos em cerâmica ou porcelana, que aqui simbolizam o Natal".

- "Se eu fosse estrangeiro, apostava em comprar produtos feitos por artesãos mais jovens, que são modernos mas com um toque tradicional".

Dresden Striezelmarkt, Dresden, Alemanha (29 nov. a 24 dez.)
É o mercado de Natal mais antigo na Alemanha.

Dicas dos locais:
- "O doce alemão mais típico é o Dresdner Christstollen, um pão com frutas secas e coberto com açúcar em pó ou açúcar de pasteleiro. Se procura um presente, sugiro um Erzgebirge, figuras artesanais típicas de madeira alusivas ao Natal".

- "Em Dresden existem 12 mercados de Natal. Sugiro que alugue um tuk-tuk e que visite todos. Recomendo experimentar o vinho quente Glühwein, que encontra em qualquer um dos mercados, mas recomendo que prove o que é produzido em Schloss Wackerbarth".

Mercados de Natal, Praga, República Checa (2 dez. a 6 jan.)
O mercado de Natal mais popular em Praga é o que decorre na Praça da cidade velha, onde encontra gastronomia, vinhos e artesanato local.

Dicas dos locais:
- "O grande fenómeno de pastelaria chama-se Trdelnik, mas não é tradicional e apenas os turistas o compram. Os checos preferem pastelaria de Natal como Linecká kolečka (bolachas de marmelada) ou ou Vosí hnízda (doces de chocolate) ou Vanilkové rohlíčky (biscoitos de baunilha)".

- "Temos uma tradição muito antiga que envolve vidro e renda. Nos mercados de Natal encontra muitas bolas de Natal de vidro autêntico e decoradas com renda".

- "Uma das coisas mais típicas que pode comprar no mercado de Natal são fantoches de madeira. Budapeste tem uma longa tradição de marionetas e o seu teatro é mundialmente famoso. Se comprar um fantoche de madeira tradicional, vai levar para casa um pouco da magia de Budapeste".

Mercatini Di Natale – Bolzano, Itália (23 nov. a 6 jan)
Imerso nas deslumbrantes paisagens dos Alpes, Bolzano é o anfitrião de um dos mercados de Natal mais populares no norte de Itália.

Dicas dos locais:
- "Eu recomendaria comprar produtos locais, como chinelos artesanais, velas e vasos. O mercado também é famoso pela sua gastronomia e bebidas locais de alta qualidade, como "grappa"".

Christkindelsmarik - Estrasburgo, França (25 nov. a 31 dez.)
É um dos mercados mais famosos de França e o mais antigo da Europa.

Dicas dos locais:
- "Se gosta de doces, experimente as bolachas locais Springerle e Bredele".

- "Se procura decorações autênticas de Natal, compre as que são feitas de vidro produzidas em Meisenthal, uma pequena aldeia a poucos quilómetros de Saint-Louis e mundialmente conhecida pelo processamento de vidro".

Plaisirs d’Hiver - Bruxelas, Bélgica (24 nov. a 31 dez.)
Todos os anos, a Winter Wonders Fair transforma a Grand Place de Bruxelas numa localização mágica graças às luzes de Natal, Roda Gigante, ringue de patinagem no gelo, uma enorme árvore de Natal e centenas de barraquinhas.

Dicas dos locais:
- "Na minha opinião, deve experimentar produtos típicos belgas como salsichas, waffles e cuberdons, e o licor local chamado peket".

- "Se tiver filhos, deve experimentar a pista de gelo e desfrutar de um passeio na roda gigante. Mesmo que possa parecer estranho, deve experimentar as ostras e o champanhe disponíveis nas bancas do mercado".

Rathausplatz – Viena, Áustria (17 nov. a 26 dez.)
A cada inverno, a Praça da Câmara Municipal de Viena, acolhe o Wiener Christkindlmarkt, o maior mercado de Natal da cidade. Fundado em 1700, o Christkindlmarkt atrai mais de 3 milhões de visitantes por ano.

Dicas dos locais:
- "Deve, sem dúvida, experimentar os doces típicos austríacos, como Lebkuchen (uma espécie de pão de gengibre) e as nossas bolachas. Eu sugiro Weihnachtskekse ou Spekulatius, mas existem muitos outros tipos diferentes. Deve também experimentar o punch servido numa caneca numa das bancas do mercado. Pode levar a caneca consigo se deixar uma espécie de depósito".

- "Viena pode ser muito fria no inverno. Sugiro que se aqueça com um copo de vinho quente, geralmente tinto".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.