As férias de verão estão mesmo a terminar, agora é pensar na melhor forma de aproveitar os feriados.

O feriado de 5 de outubro calha este ano a uma quinta-feira e, com uma ponte, poderá fazer uma escapadinha barata tanto em Portugal como no estrangeiro.

A momondo mostra-lhe 6 sugestões para aproveitar da melhor forma a celebração da Implantação da República:

 


1. Terceira, Açores

A capital da Ilha Terceira, Angra do Heroísmo, é para ser conhecida a pé. A Rua Direita, o Monumento da Memória, a Sé Catedral e a Igreja da Misericórdia são de visita obrigatória, tal como o Castelo de São João Baptista, fortaleza construída no século XVI na altura da ocupação espanhola.

Esta ilha tem nas piscinas naturais umas das maiores atrações, por isso não deixe de visitar as Piscinas Naturais de Silveira ou as Cinco Ribeiras. Para os corajosos, a zona balnear de Porto Martins tem diversas piscinas resultantes de uma antiga atividade vulcânica.

2. Funchal, Madeira
O Funchal conta com um centro histórico riquíssimo e lá encontrará a Fortaleza de Santiago, erguida em 1614, cuja função era proteger a cidade dos piratas. Poderá também conhecer o Largo do Socorro, o Mercado dos Lavradores e a Sé do Funchal. Se ainda apanhar bom tempo, o que é provável, não deixe de se despedir da época balnear na Praia da Formosa.

Não fique apenas pelo Funchal, aproveite também para conhecer as casas típicas de Santana, as piscinas naturais de Porto Moniz ou o Miradouro do Cabo Girão. Quando a fome apertar, experimente as Espetadas da Madeira, as frutas tropicais da ilha, a poncha e o Vinho da Madeira.

3. Sevilha, Espanha
Para fugir à típica viagem a Barcelona ou Madrid, porque não experimentar Sevilha? Sendo provavelmente a cidade mais quente da Península Ibérica, esta é a altura ideal para a conhecer uma vez que a altura de maior calor já terminou. A Torre del Oro é um dos monumentos de destaque da cidade e irá avistá-lo automaticamente. Ainda junto ao rio poderá passear pelo Mercado de Triana ou, se a noite já tiver caído, assistir a um espetáculo de Flamenco.

Se for adepto de História, na Catedral de Sevilha – uma das maiores do mundo – poderá encontrar os restos mortais de Cristóvão Colombo. Suba a Torre La Giralda e depois relaxe pelo Parque Maria Luísa. Não saia de Sevilha sem antes visitar a Praça de Espanha, com um palácio imponente, fontes e azulejos da região.

4. Copenhaga, Dinamarca
Quatro dias vão chegar para conhecer Copenhaga. Se gosta de palácios ou castelos, terá alguns por onde escolher: Palácio de Amalienborg, Castelo de Rosenberg e Palácio de Christiansborg, este último sendo a sede do parlamento dinamarquês.

Para um destino mais alternativo, poderá considerar Christiania onde, no passado, vivia uma comunidade hippie e havia o livre comércio de drogas ilícitas. Hoje é um local alternativo único a visitar. O Museu Nacional de Copenhaga também merece o seu tempo. Construído no século XVIII, é considerado o maior museu da Dinamarca no que diz respeito a história e cultura.

5. Viena, Áustria
O outono é a altura ideal para conhecer a terra de Mozart, uma vez que as temperaturas baixas do inverno ainda não se instalaram. Na Ópera de Viena poderá assistir a uma ópera ou um ballet ou, simplesmente, visitar o belíssimo edifício. Do topo da St. Stephens Cathedral terá, além de uma vista deslumbrante, a possibilidade de identificar alguns pontos de interesse da capital austríaca.

É vital passear pelo Palácio de Hofburg, composto por museus, biblioteca, tesouro nacional, aposentos reais e uma colecção de pratas, e pelo Palácio de Belvedere e os seus jardins. No Palácio de Shonbrunn poderá aprender um pouco sobre a vida dos príncipes e imperadores austríacos.

Quando a fome apertar, prove um Schnitzel: um bife panado, de porco ou vitela, acompanhado com salada e maionese.

6. Londres, Reino Unido
Pode iniciar a sua aventura em Westminster — parlamento — com o Big Ben mesmo ao lado. Pare no Palácio de Buckingham e assista à troca da guarda depois de um passeio pelos jardins do espaço. Faça uma paragem em Trafalgar Square, o coração da cidade, e experimente o tradicional Fish and Chips londrino. Mesmo ao lado, na National Gallery, poderá encontrar uma colecção com mais de 2.000 pinturas datadas de meados do século XIII ao início do século XX.

Se planeia visitar alguns mercados, pode optar por Camden, mais alternativo e constituído por estúdios e ateliers de designers, cafés, bares e restaurantes a comercializar uma vasta colecção de roupas e acessórios vintage, de estilistas locais, antiguidades, discos, jóias.

A visita não está terminada sem uma volta na London Eye, uma roda gigante que oferece uma vista sobre grande parte da área metropolitana da capital britânica.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.