A Bigelow Space Operations é a nova empresa do milionário Robert Bigelow e faz parte da já existente Bigelow Aerospace, fundada em 1999.

Actualmente estão em construção nesta empresa dois módulos espaciais, o B330-1 e o B330-2 que servirão como hotéis em órbita.

A Bigelow Space Company foi criada para gerir os módulos, enquanto a Bigelow Aerospace é responsável pelo seu envio para o espaço.

Cada um dos módulos tem cerca de 17 metros de comprimento e unidos formarão uma estação espacial privada, gravitando em órbita da terra. De acordo com o Daily Mail, se o projecto for bem sucedido, o hotel espacial da Bigelow não seria apenas um destino turístico, mas serviria também para alojar um laboratório espacial.

Para quem procura umas férias galácticas o preço não será simpático, porém, será provavelmente abaixo dos oito dígitos, segundo o milionário e fundador Robert Bigelow.

O novo hotel espacial é apenas um passo no investimento da Bigelow no "mercado espacial global". A empresa tem investido em outros projectos que visam a exploração espacial a longo prazo. A empresa está a trabalhar neste momento com a United Launch Alliance de forma a conseguir enviar um habitat insuflável para a órbita lunar até 2022.

Por enquanto passar umas férias em Marte ainda é uma utopia, que Elon Musk tenta a todo o custo tornar realidade, mas fazer uma escapadela no espaço parece estar mais próximo do que nunca.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.