De Camilo Castelo Branco a Alexandre Herculano, passando por Ramalho Ortigão, foram vários os autores que escreveram sobre a cidade de Braga ao longo das décadas. Agora, a Fundação Bracara Augusta (FBA) disponibiliza o BragaLit, um mapa online que leva residentes e turistas a descobrir a cidade através de autores que sobre ela escreveram.

O BragaLit foi criado através da recolha de excertos retirados da coleção "Braga, Cidade Bimilenar", editada pela Fundação Bracara Augusta e tem como objetivo difundir a literatura e cultura bracarense, assim como a língua portuguesa. O projeto foi criado por um aluno da Universidade do Minho, Marc Rodrigues, no contexto da sua dissertação de mestrado em Português Língua Não Materna - Português Língua Estrangeira e Língua Segunda. Marc Rodrigues inspirou-se na coleção "Braga, Cidade Bimilenar" -  que conta já com 51 volumes - e concebeu dez mapas literários referentes ao dez primeiros volumes da referida colecção, todos eles de autores portugueses.

O primeiro mapa literário divulgado é inspirado no livro "Quando o Claustro é Sem Ninguém", de Maria Ondina Braga. O próximo mapa será divulgado no dia 23 de julho e será inspirado na obra "Lua deitada no feno" de José Manuel Mendes.

Todas as quartas-feiras até 17 de setembro, a Fundação Bracara Augusta vai disponibilizar no seu site oficial um novo mapa, que, juntamente com o percurso, contará com excertos das obras e uma breve biografia de cada escritor. Maria Ondina Braga, José Manuel Mendes, Antero de Figueiredo, Ramalho Ortigão, Altino de Tojal, Alexandre Herculano, Manuel Teixeira-Gomes, Luís Forjaz Trigueiros, Camilo Castelo Branco e Luiz Pacheco, são os escritores que fazem parte deste projeto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.