Trata-se da Ponte da Misarela também conhecida como ponte do Diabo. O distrito é Braga, o concelho Vieira do Minho. Ruivães é um local mágico e inesquecível e a ponte é um dos ícones mais fascinantes e com mais história da região.

A ponte tem origem na Idade Média, tendo sido reconstruída no século XIX. O cenário onde se enquadra faz jus ao nome. Assenta-se sobre os penedos e insere-se num imponente desfiladeiro escarpado, vegetação densa e uma cascata exuberante.

O majestoso arco de 13 metros guarda a história de várias batalhas durante as guerras napoleónicas e das inúmeras pessoas e carroças que por lá passaram.

Um dos fascínios escondidos deste local é a lenda centenária que tem sobrevivido a várias gerações. Segundo a mesma, a origem da ponte está num fugitivo, que ao deparar-se com o rio intransponível decide vender a alma ao diabo em troca de ajuda para fugir aos perseguidores.

Este responde às suas preces e constrói a imponente ponte, permitindo a fuga do infractor. Mas, às portas da morte, o fugitivo arrepende-se dos seus actos, e decide procurar a ajuda de um padre.

O sacerdote decide ajudar e para tal fez um pacto igual com o Diabo.

Mais uma vez voltou a responder às preces de quem o chamou, voltando erguer a famosa ponte. No entanto o padre estava precavido e com a ajuda de água benta e rituais de exorcismo conseguiu fazer o diabo desaparecer, deixando a ponte intacta.

E assim ficou até aos dias de hoje onde centenas de pessoas ainda fazem uso dos seus poderes mágicos.

É o caso da fábula sobre a gravidez.

Reza a lenda que se uma mulher grávida tiver alguma dificuldade durante a gestação deve passar a noite por baixo da mágica ponte. Na manhã seguinte, a primeira pessoa que por ela passar deverá ser o padrinho ou madrinha da criança.
Esta deverá receber em troca o nome Gervásio ou Senhorinha. A prova da credibilidade das pessoas na lenda é a quantidade de habitantes que receberam este nome.

Acredite ou não nas lendas, o local merece uma visita e o passeio por um dos vários trilhos que por lá irá encontrar. Existem vários percursos com diferentes pontos de partida, conforme a dificuldade e duração dos mesmos.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.